TSE ordena que redes sociais suspendam monetizações a páginas que propagam fake news

O inquérito administrativo, além de apurar a articulação de rede de pessoas que disseminam notícias falsas, investiga fatos que possam configurar abuso do poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação social, corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos e propaganda antecipada, relativamente aos ataques contra o sistema eletrônico.

Por |2021-08-17T11:02:48-03:0017 de agosto de 2021|Tags: , , , |
Ir ao Topo