Considerado inconstitucional projeto que suspende pagamentos de cotas do IPVA no Ceará - Blog Edison Silva

Considerado inconstitucional projeto que suspende pagamentos de cotas do IPVA no Ceará

A reunião da CCJR foi presidida pelo presidente do colegiado, deputado Antônio Granja. Foto: Reprodução/TV Assembleia.

Em sessões remotas que se estenderam por todo o dia da última sexta-feira (24), as comissões da Assembleia Legislativa do Ceará aprovaram 4 projetos de Lei, que ficaram prontos para ser pautados pela Mesa Diretoria na próxima sessão extraordinária deliberativa da Casa, que deve acontecer terça-feira (28).

A grande maioria dos mais de 20 PLs não teve sua tramitação continuada por parecer contrário das relatorias, como no caso do projeto que suspendia a cobrança de IPVA no Estado durante a pandemia, de autoria do deputado André Fernandes (PSL). O relator, deputado Júlio César Filho (Cidadania), entendeu que a medida teria repercussão financeira no Estado, devendo, portanto, a iniciativa partir do Poder Executivo de enviar a mensagem para a Casa. Outros projetos tiveram pedido de vista por algum dos parlamentares e voltarão a ser discutidos na próxima reunião das comissões.

Projetos aprovados

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa do Ceará aprovou três projetos de Lei:

O projeto de Lei nº 66/20, do deputado Guilherme Landim (PDT) e coautoria dos deputados Marcos Sobreira (PDT) e Romeu Aldigueri (PDT), veda a aumento injustificado do preço de produtos ou serviços durante a vigência do plano de contingência do novo coronavírus da Secretaria Estadual de Saúde.

Já o PL de nº 72/20, da deputada Augusta Brito (PCdoB) e coautoria do deputado Fernando Santana (PT), estabelece multa para quem divulgar por meio eletrônico notícias falsas (fake news) com informações sobre epidemias, endemias e pandemias no estado do Ceará.

Outro projeto de Lei da deputada Augusta Brito (PCdoB) foi aprovado, o de n° 110/20, que dispõe sobre a obrigatoriedade de uso e fornecimento de máscaras em estabelecimentos públicos, industriais, comerciais e bancários como medida de enfrentamento à disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Comissões conjuntas

Após a reunião da CCJR, as comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; de Orçamento, Finanças e Tributação; de Seguridade Social e Saúde; de Defesa Social; de Direitos Humanos e Cidadania; de Indústria, Comércio, Turismo e Serviço; e de Ciência, Tecnologia e Educação Superior da Assembleia Legislativa aprovaram, em reuniões conjuntas, quatro projetos de Lei.

Três destes já haviam passado e sido aprovados na reunião imediatamente anterior, da CJR, nº 72/20, nº 66/20 e o nº 110/20. No projeto 66, que veda a majoração injustificada do preço de produtos ou serviços durante a vigência do plano de contingência do novo coronavírus, a propositura foi aprovada com emenda modificativa do deputado Marcos Sobreira (PDT). A emenda foi aprovada também em reunião extraordinária da CCJR, na sequência.

Violência doméstica

O outro projeto de Lei aprovado nas comissões conjuntas foi o de nº 353/2019, de autoria do deputado Leonardo Pinheiro (PP) e coautoria da deputada Augusta Brito (PCdoB). Ele dispõe acerca da comunicação pelos condomínios residenciais aos órgãos de segurança pública sobre a ocorrência ou de indícios de violência doméstica e familiar contra mulher, criança, adolescente e/ou idoso, em seus interiores, quando houver registro da violência no livro de ocorrências. A matéria foi aprovada com uma emenda modificativa/supressiva da deputada Augusta Brito, também foi aprovada em reunião extraordinária da CCJR.

Um comentário sobre “Considerado inconstitucional projeto que suspende pagamentos de cotas do IPVA no Ceará

Deixe uma resposta