Fernando Santana sugere aos cearenses "darem as mãos" para facilitar a retomada dos empregos - Blog Edison Silva

Fernando Santana sugere aos cearenses “darem as mãos” para facilitar a retomada dos empregos

Santana é Vice-presidente da Assembleia Legislativa. Foto: Reprodução/YouTube.

O deputado estadual Fernando Santana (PT), como todos os pares na Assembleia Legislativa do Ceará, está afastado das atividades presenciais do Parlamento. Durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus (COVID-19), o parlamentar passa os dias confinado junto à sua família na cidade de Barbalha, na Região do Cariri.

Fernando diz estar preocupado com o avanço do coronavírus na Região que representa na Assembleia, ao mesmo tempo enfatiza sua esperança com a chegada das águas da transposição do Rio São Francisco ao Ceará, pois trará alívio hídrico para o Estado e, principalmente, para a Região Metropolitana de Fortaleza e outras localidades.

Empregos

A pandemia do coronavírus, na ótica do deputado, está trazendo uma série de sequelas para as pessoas e para a economia, com predominância no desemprego. “É bem evidente o crescimento do desemprego e do fechamento de portas de micro e pequenas empresas no Cariri. E não estou nem correlacionando com os trabalhadores informais que estão em suas casas sem trabalhar. Então, no momento, não é possível mensurar, como estas pessoas que trabalham de forma autônoma, estão vivendo, a não ser com o benefício do Governo Federal [Auxílio Emergencial] e ajudas do Governo Estadual”, declarou.

Política na pandemia

Fernando Santana é claro em afirmar que apoia o adiamento das Eleições Municipais de 2020 para “2021 ou 2022” para evitar aglomerações de pessoas e não correr o risco de um novo pico da COVID-19.

Ademais, o político diz que a política está se reinventando. “A cada dia que passa estamos aprendendo como pode interagir [de forma virtual] com a população, família e amigos. Então, vamos aprender a fazer campanha desta forma, sem o olho-no-olho”, finalizou.

Confira a entrevista do deputado Fernando Santana ao jornalista Edison Silva:

Deixe uma resposta