Vereador quer CPI para investigar cobranças indevidas da Cagece - Blog Edison Silva

Vereador quer CPI para investigar cobranças indevidas da Cagece

Vereador Eron Moreira anunciou estar juntando assinaturas para a CPI da Cagece. Foto: CMFor

A Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece) voltou a ser criticada na tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor). Nesta quarta-feira (29), o vereador Eron Moreira (PP) discursou durante o Pequeno Expediente para anunciar que está juntando assinaturas para requisitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a prática de cobrança indevida por parte da Cagece.

O vereador afirmou que após ter problemas com cobranças irregulares na sua clínica, recorreu ao Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) e foi informado que a Cagece é “campeã nesse absurdo de cobrança indevida”. “O que está acontecendo, e eu não tenho dúvida, é má fé da Cagece. A Cagece está abusando do poder”, acusou Eron.

O vereador afirmou ainda que seu discurso não era “político”, e sim de “compromisso de cidadania”, destacando que não estava criticando a gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT) ou do governador Camilo Santana (PT). Eron defendeu ainda que seja elaborada uma lei que proíba o corte de energia, água ou serviços similares enquanto houver contestação de valores na Justiça (*).

“Se eu acredito que a conta foi exorbitante, se eu não aceito aquela conta e eu recorro, a Cagece era, no mínimo, para aguardar um acordo com o Procon, aguardar as  negociações. Mas não, além de cortar, ela protesta em cartório para me obrigar a pagar de qualquer maneira”, afirmou Eron. O vereador John Monteiro (PDT) também já fez críticas à Companhia por problemas de falta de saneamento e esgoto a céu aberto na região do Grande Mucuripe.

Homenagem à Cagece

Apesar das críticas à Companhia não serem raras na tribuna da Câmara, os vereadores aprovaram, no dia dois de abril de 2019, o requerimento nº 1208/2019, do vereador Benigno Júnior (PSD), que solicitou a realização de uma sessão solene para homenagear a Cagece.

(*) – Conforme este blog havia noticiado, tramita no Senado, projeto de lei apresentado pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM) que altera a Lei do Saneamento Básico para determinar que o corte do fornecimento de água só poderá ocorrer após 90 dias de inadimplência por parte do usuário.  Clique aqui para ler matéria sobre o assunto.

 

Um comentário sobre “Vereador quer CPI para investigar cobranças indevidas da Cagece

Deixe uma resposta