Servidores de Fortaleza buscam entendimento com técnicos da Prefeitura sobre Previdência. Câmara suspende votações - Blog Edison Silva

Servidores de Fortaleza buscam entendimento com técnicos da Prefeitura sobre Previdência. Câmara suspende votações

Líder do Governo, Gardel Rolim, afirmou que nova matéria deve chegar na próxima semana. Foto: CMFor.

Os servidores públicos municipais de Fortaleza estiveram reunidos, na manhã desta quarta-feira (24), com técnicos da Prefeitura para tentar chegar a um acordo sobre o novo projeto do Governo sobre mudanças na Lei Orgânica do Município para recebimento de alterações no sistema previdenciário da Capital cearense.

De acordo com o líder, Gardel Rolim (PDT), essa negociação interessa a todos os vereadores da Casa Legislativa.

Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Carlos Mesquita (PDT) reclamou da pressão sofrida pelos parlamentares feita por parte de membros de sindicatos de Fortaleza. Na semana passada, Mesquita foi impedido de entrar na sede do Poder Legislativo. Ele também criticou que carros de som foram instalados próximo às residência de seus familiares para pressioná-lo por ter votado favorável às mudanças na Previdência.

Gardel Rolim, por sua vez, destacou que até a próxima segunda-feira (01/03), uma nova proposta deve chegar à Casa versando sobre alteração no texto da Lei Orgânica acordada entre servidores e Prefeitura. “Houve um compromisso do prefeito para cumprir essa conversa. Na próxima semana chegará uma matéria construída com os servidores para que essa Casa possa se debruçar sobre o tema e aprove uma previdência que garanta a aposentadoria deles”, concluiu.

Retirada

Nesta quarta-feira (24), logo no início da sessão, os vereadores aprovaram ofício do prefeito Sarto solicitando a retirada das duas propostas de Emenda à Lei Orgânica do Município que estavam em tramitação na Câmara Municipal. Uma das matérias, inclusive, havia sido aprovada em primeira discussão, o que gerou protestos de alguns parlamentares e servidores municipais.

No ofício, o chefe do Executivo destaca que a retirada se faz necessária para que outra possa ser apresentada, o que deve acontecer até a próxima segunda-feira (01/03). O prefeito justifica ainda destacando que acolherá sugestões dos vereadores da Câmara Municipal, visando aprimorar o processo legislativo.

No decorrer da semana, a Prefeitura de Fortaleza deve realizar encontros com os servidores públicos, principais afetados com as medidas, que realizaram ao menos três manifestações contra as propostas do Governo. A tramitação das matérias, inclusive, já havia sido suspensa por decisão judicial.

Veja o comentário do jornalista Edison Silva sobre a tramitação das matérias retiradas da pauta por solicitação da Prefeitura de Fortaleza:

Deixe uma resposta