Sarto diz que não fez ataques pessoais a Luizianne Lins (PT) - Blog Edison Silva

Sarto diz que não fez ataques pessoais a Luizianne Lins (PT)

Candidato Sarto, ao lado do prefeito Roberto Cláudio, concede entrevista coletiva antes de votar. Foto: Ocelí Lopes/Blog do Edison Silva.

O candidato do PDT à prefeitura de Fortaleza, Sarto Nogueira, votou na manhã deste domingo (15) na Apae/Fortaleza – Av. Rogaciano Leite, 2001 – próximo da sede da Câmara Municipal. Antes de pegar a fila da seção 161, concedeu rápida entrevista coletiva. O candidato disse que o momento mais angustiante da campanha foi quando pegou Covid-19 e teve que se ausentar das atividades. Sobre as críticas da candidata Luizianne Lins (PT) de que ela foi atacada pela campanha do PDT, Sarto respondeu dizendo que fez comparações entre legados.

“Tive acometido de Covid e tive, obrigatoriamente, que me distanciar e me isolar. A angústia maior foi quando eu fiquei bom e precisava esperar negativar o exame e, nesse período, eu ficava acompanhando o Élcio e o Roberto carregando a campanha e eu em casa angustiado porque estava bem e não poderia ir para rua. Mas a campanha nossa foi de paz e de alegria, levando esperança ao povo de Fortaleza, sem ataques pessoais, uma campanha para devolver a esperança para o povo de Fortaleza”, contou.

Sobre as críticas da candidata Luizianne Lins (PT) de que sofreu ataques pessoais, Sarto comentou:

“Se você revisitar os meus programas, eu jamais fiz qualquer ataque pessoal a quem quer que seja. Eu faço o debate programático, eu faço uma crítica a ideias e projetos, isso não é ataque pessoal. Se você for na mesma razão, a candidata criticou muito mais acidamente a gestão do prefeito Roberto Cláudio do que eu a dela. O que eu fiz foi uma crítica política. O debate político é esse. Nós temos diferenças. Eu tenho o maior respeito pela candidata e a todos (os candidatos). Até votei nela na reeleição (2008). Nos meus programas eleitorais não tem nenhum ataque. O que nós fizemos foi uma crítica a programas, a ideias e uma evidente comparação; porque quem tem legado tem que defender o legado ou o não legado. Aí a gente tem que fazer essa comparação. Percebam que eu, em momento nenhum, fiz qualquer crítica (pessoal). Eu não vou baixar o nível dessa campanha em nenhum momento. Eu tenho respeito por você. Eu sei das suas dores, eu estou mais preocupado com a situação difícil porque passa o fortalezense. Eu conheço a periferia, eu sou médico e sei das suas dores. Eu não vou me render ao apelo dramático de quem tá desesperado e quer me trazer pro mesmo charco, pra mesma lama. Não vai ser assim comigo. O que eu vou fazer é proposta, proposta e mais propostas, apresentando como, quando e onde fazer”.

Sarto faz pose para fotos depois de votar. Foto: Ocelí Lopes/Blog do Edison Silva.

Sobre a perspectiva de segundo turno:

“Estou muito otimista. Não é pelas pesquisas que refletem o momento, é pela sensação que eu tenho ao ir na rua e conversar com as pessoas, é perceber o brilho nos olhos, o calor do abraço, do aperto de mão, a vibração com que Fortaleza nos tem recebido, muito especialmente pela aprovação fantástica do melhor prefeito da história de Fortaleza que é Roberto Cláudio”,

E complementou: “Nossa expectativa é que o fortalezense pense e reflita o momento difícil que vivemos. Não é hora de dividir. É hora de somar, de construir uma Fortaleza pacificada para todos. Têm candidaturas que pregam o ódio, a violência, que pregam uma verdadeira apartação da cidade e a minha candidatura é para unir, pacificar, ouvir os diferentes, dialogar com todos. Não é hora de dar um passo para trás, nem dar um salto no escuro, na violência”, disse repetindo o bordão usado nos programas do horário eleitoral.

O candidato disse que os desafios a serem superados pelo próximo prefeito são: garantir a vacinação contra a Covid-19 para todos os fortalezenses, a recuperação econômica, o enfrentamento da pandemia, o retorno seguro às aulas e a reposição do calendário escolar.

Sarto, ao lado da família, e do prefeito Roberto Cláudio, faz o símbolo do número do partido. Foto: Ocelí Lopes/Blog do Edison Silva.

Sarto chegou ao local de votação por volta das 10h20 acompanhado do candidato a vice, Élcio Batista (PSB); do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio; do deputado federal André Figueiredo, presidente estadual do PDT; do ex-secretário Ferruccio Feitosa; da secretária Socorro França; da esposa Natália Herculano; das filhas Priscila, Jéssica e Letícia e da primeira dama de Fortaleza, Carol Bezerra.

Depois da entrevista coletiva, concedida na quadra de esportes da Apae/Fortaleza, o candidato foi para a fila da seção 161. Após votar, chamou familiares e o prefeito Roberto Cláudio para o registro de fotos.

Deixe uma resposta