Decreto de isolamento é renovado até dia 31; retomada da economia projetada para junho - Blog Edison Silva

Decreto de isolamento é renovado até dia 31; retomada da economia projetada para junho

Camilo Santana e Roberto Cláudio anunciaram nas redes sociais a renovação dos decretos de isolamento no Ceará e em Fortaleza. Foto: Reprodução.

Durante pronunciamento conjunto, no início da noite desta terça-feira (20), o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), destacaram que, pela primeira vez, foi detectada uma tendência de estabilização de casos de infecção do coronavírus em Fortaleza.

Eles anunciaram ainda a renovação até 31 de maio do decreto estadual de isolamento social e do decreto municipal mais rígido para Fortaleza, o chamado “lockdown”.

“É fundamental que haja maior adesão da população ao isolamento nos próximos dias, tanto na capital quando no interior. Havendo melhoria na evolução dos números, podemos planejar a retomada da economia para junho. Faremos isso com muita responsabilidade e sempre seguindo a ciência”, afirmou o governador, pedindo compreensão da população para cumprir o decreto.

Camilo Santana destacou que ele e Roberto Cláudio têm se reunido constantemente com técnicos para avaliar os números em relação à Capital e ao Interior, tanto do isolamento social, quanto do avanço da doença no Estado. O governador disse que o Ceará é o Estado que mais realiza testagem de Covid-19, com mais de 75 mil até aqui. “Quanto mais testes, mais se confirma o número de casos e de óbitos, mas é fundamental para o combate à doença”, destacou.

Estabilização

Camilo destacou gráfico que mostra, pela primeira vez, desde o início do crescimento de casos, uma tendência na última semana de certa estabilização dos casos na Capital. Segundo ele, esta é uma tendência importante, que mostra que estamos caminhando para um platô na Capital, e que a tendência é que, após isso, comecem a diminuir os casos.

Camilo Santana mostrou gráfico com tendência de estabilização de casos na Capital. Foto: Reprodução.

O chefe do Poder Executivo destacou ainda dados que mostram que o isolamento foi maior em março, permitindo organizar a rede pública de saúde. No entanto, houve queda muito grande deste isolamento em seguida, e agora com isolamento mais rígido melhorou, mas não voltando à situação inicial.

Roberto Cláudio destacou a grande redução do fluxo de veículos na Capital, que chegou a 55% em março, depois houve piora até chegar ao patamar de 35%, quando foi decretado o isolamento rígido, retornando a patamares do início. O prefeito destacou que estudos mostram que a queda no fluxo de veículos coincide com a diminuição da contaminação.

Pedido de apoio

Para Roberto Cláudio, ‘nenhuma política pública se faz só com decisão da Prefeitura ou do Governo, tem que ter a compreensão e o apoio da população’. O prefeito prometeu fortalecer a fiscalização, pois ‘quanto mais cumprido for o decreto, maior será a sua eficiência’.

Retomada da economia

Camilo comentou ainda que, nas cidades mais afetadas do Interior, recomendam-se ações mais rígidas dos prefeitos para diminuir a velocidade de contaminação. “Quanto melhores os indicadores de isolamento que atingirmos até o final do mês, mais rapidamente será nossa retomada; se Deus quiser, a partir do mês de junho”, afirmou.

Deixe uma resposta