PT de Fortaleza apresenta 63 pré-candidatos a vereador, poucos com potencial eleitoral - Blog Edison Silva

PT de Fortaleza apresenta 63 pré-candidatos a vereador, poucos com potencial eleitoral

Lista com nomes foi apresentada durante encontro do partido, no domingo (05). Foto: Reprodução/ZOOM.

Durante Encontro de Tática Eleitoral, que homologou, no domingo (05), o nome da deputada federal Luizianne Lins como pré-candidata a prefeita de Fortaleza, o Partido dos Trabalhadores (PT) também apresentou uma chapa com 63 nomes com pretensões de ocuparem algumas das 43 vagas na Câmara Municipal. No entanto, poucos dos pretensos candidatos a vereador possuem densidade eleitoral para disputar um assento na Casa Legislativa, e o quadro de petistas no Legislativo da Capital cearense pouco tende a se alterar.

Em 2016, com 47 candidaturas aptas para a disputa eleitoral, o PT, que esteve isolado, elegeu apenas dois vereadores: Guilherme Sampaio e Acrísio Sena. Na ocasião, somente oito postulantes obtiveram mais de mil votos, sendo Guilherme o mais bem votado, com 6.317 votos, sendo seguido por Sena, com 6.239 sufrágios.

Ronivaldo veio logo em seguida, e ficou na suplência, com 4.685 votos, assumindo somente depois que Acrísio foi eleito deputado estadual, em 2018. Dr. Vicente, que vai disputar mais uma vez uma vaga na Câmara, obteve 4.118 votos. Os ex-vereadores Deodato Ramalho e Jovanil, obtiveram, respectivamente, 2.987 e 2.180 votos. Os dois não colocaram seus nomes como pré-candidatos do PT a uma vaga à Câmara de Fortaleza no pleito deste ano.

Pelo menos 18 postulantes do PT, naquele pleito, obtiveram menos de 100 votos cada. Amargando o terceiro lugar na disputa majoritária, a então candidata a prefeita, Luizianne Lins, obteve 193.687 votos. Durante sua fala no domingo passado, quando foi escolhida pré-candidata para a disputa deste ano, Lins destacou que o partido esteve isolado em 2016, o que teria contribuído para o resultado ruim.

Segundo ela, o PT também passava por um processo de críticas, oriundas de “fake news”, o que teria contribuído para o resultado ruim não somente em Fortaleza, mas em todo o Ceará. Ela chegou a citar atos de “corrupção” na disputa eleitoral de 2016, mencionando o ex-governador Ciro Gomes.

“Se não fosse aquela roubalheira, nós tínhamos ganhado a eleição. O senhor Ciro Gomes mandou recado, dizendo que iria ganhar de qualquer jeito. Eu não sabia o que era ganhar de qualquer jeito. Mas a gente aprendeu”, disse Luizianne.

Excêntricos

Para a disputa deste ano na Câmara de Fortaleza, o PT apresentou, previamente, 63 nomes, dos quais poucos têm potencial eleitoral. Dentre eles estão os já vereadores Guilherme Sampaio (presidente do partido na Capital), Larissa Gaspar (líder da bancada na Casa Legislativa) e Ronivaldo, um dos principais aliados de Luizianne. No pleito deste ano, ele disputará o apoio de Lins com Eudes Xavier, ex-deputado federal que vai concorrer a uma das 43 vagas disponíveis no Legislativo Municipal.

Dr. Vicente, que obteve mais de 4 mil votos em 2016, colocou seu nome mais uma vez para a disputa. A chapa provisória do Partido dos Trabalhadores, com 63 pré-candidaturas, possui 19 mulheres como pré-candidatas, e alguns nomes excêntricos como “Érika Loka”, “Babau” e “José da Tapioca”.

Deixe uma resposta