Deputado petista propõe união de centro-esquerda em Fortaleza para combater as forças da direita conservadora - Blog Edison Silva

Deputado petista propõe união de centro-esquerda em Fortaleza para combater as forças da direita conservadora

Luizianne Lins e Acrísio Sena durante disputa eleitoral em 2018. Foto: Reprodução/Twitter.

O deputado petista Acrísio Sena não vê com bons olhos a decisão de seu partido em ter candidatura própria em Fortaleza sem antes dialogar com outras agremiações.

Segundo ele, “forças de direita e conservadoras” se aliaram em torno do nome do pré-candidato Capitão Wagner (PROS), e por isso seria necessário uma união da centro-esquerda reunindo PT, PDT, PCdoB, PSB e REDE.

Na semana passada, o Blog do Edison Silva trouxe informação de que o Partido dos Trabalhadores trabalha com a possibilidade de lançar o nome da deputada federal Luizianne Lins (PT) para a disputa na Capital cearense. A sigla tem até o início de julho para decidir se apoia a postulação da parlamentar ou rejeita sua intenção em ser candidata.

Em 2016, Luizianne Lins ficou na terceira colocação entre os candidatos à Prefeitura de Fortaleza. Naquele pleito parte dos membros do PT estava dividida, o que tende a acontecer, mais uma vez. Acrísio Sena era defensor de uma eventual candidatura do vereador Guilherme Sampaio, que atualmente preside o PT. No entanto, o parlamentar não registrou sua intenção de postular o cargo, e deve tentar reeleição para a Câmara Municipal de Fortaleza.

Sem disputa interna, PT prepara nome de Luizianne Lins para as eleições de Fortaleza

A definição do PT de Fortaleza sobre o nome de Lins ocorreu após encontro entre a presidente nacional do partido, a deputada federal Gleisi Hoffmann e lideranças locais. “Acho que o PT deve parar e depois conversar com o governador Camilo para a gente ver o melhor rumo do partido na Capital”, defendeu Acrísio Sena.

“Com todo respeito ao nome da ex-prefeita (Luizianne Lins), depois dessa Covid-19 temos que entender que as forças de direita e conservadoras se aliaram em torno do nome do Capitão Wagner. Temos que sentar e dialogar uma ação no campo da centro-esquerda pensando em um projeto para a cidade de Fortaleza. Dentro disso, escolhemos o melhor nome que pode levar às forças para encampar esse projeto”, disse Sena.

Eleições 

De acordo com ele, o debate sobre as eleições municipais é prematuro. No entanto, o calendário eleitoral está mantido para este ano, e não houve, ainda, alteração sobre o pleito. O Congresso Nacional estuda alguma mudança, mas para manutenção das eleições ainda em 2020.

“Temos que pensar em uma frente formada por PT, PDT, PSB, PCdoB e Rede para derrotar as forças conservadoras na nossa Capital. Precisamos de um projeto de cidade. O nome vem em decorrência desse processo. É extemporâneo esse debate de eleições quando ainda não vencemos a pandemia”, frisou o deputado estadual.

Deixe uma resposta