Ministro Alexandre de Moraes passa a integrar, como efetivo, a Corte Eleitoral brasileira - Blog Edison Silva

Ministro Alexandre de Moraes passa a integrar, como efetivo, a Corte Eleitoral brasileira

Foi eleito para compor o TSE no biênio 2020-2022. Foto: Nelson Jr./STF.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito para o cargo de ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral. A eleição aconteceu nesta quinta-feira (21), no início da sessão plenária. Três ministros do STF compõem o TSE.

Moraes ocupará a vaga aberta com o fim do biênio da ministra Rosa Weber, atual presidente do TSE, que deixará o cargo na próxima semana.

Alexandre já atua como ministro substituto do TSE desde abril de 2017, quando assumiu a vaga aberta em decorrência da morte do ministro Teori Zavascki, em 19 de janeiro daquele ano.

Moraes recebeu nove votos e ficará na corte eleitoral no biênio 2020-2022. O ministro agradeceu aos pares, afirmando ser uma “grande honra e responsabilidade atuar no grande tribunal da democracia”.

Composição do TSE

O TSE é formado por, no mínimo, sete ministros. Três ministros são do STF, um dos quais é o presidente da Corte. Outros dois ministros são do Superior Tribunal de Justiça (STJ), um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Por fim, dois juristas oriundos da classe dos advogados, nomeados pelo presidente da República, completam o quórum da Corte Eleitoral.

Fonte: ConJur.

Deixe uma resposta