Camilo sai otimista de reunião virtual com Bolsonaro e fala em união para superar o coronavírus - Blog Edison Silva

Camilo sai otimista de reunião virtual com Bolsonaro e fala em união para superar o coronavírus

Governador está realizando transmissão online diária nas redes sociais. Foto: Ascom/Casa Civil/Gov.CE.

O governador Camilo Santana mostrou-se confiante após reunião virtual que teve, juntamente com os demais governadores dos estados nordestinos, com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão; e ministros. Camilo falou que o momento é de ‘união, para superar as diferenças, para que todos os esforços sejam concentrados para combater o problema do coronavírus no Brasil’.

A declaração foi feita durante transmissão ao vivo na tarde desta segunda-feira (23), pela rede social Instagram. O governador mostrou-se animado e afirmou que o Governo Federal comprometeu-se a atendeu praticamente todos os pontos apontados pelos governadores.

A videoconferência durou cerca de 2h e foi a primeira do presidente com governadores. Bolsonaro irá fazer conferências do tipo com governadores de todas as regiões do país e começou pelo Nordeste, segundo informou o governador cearense.

Camilo explicou que os governadores do Nordeste e do Norte já haviam apresentado uma carta à Presidência com alguns pontos de ação nas áreas de Saúde e Economia.

Economia

No eixo econômico, o governador do Ceará disse que o a União garantiu a recomposição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE), que complementam a receita, mantendo repasse mensal. “Há uma previsão de aumento significativo no gasto com saúde no CE nos próximos meses”, explicou.

Outra medida garantida pelo Governo Federal, comemorada por Camilo, foi a suspensão do pagamento das dívidas dos estados com a União e com bancos públicos. A suspensão é inicialmente por 4 meses, podendo chegar a 6 meses. “A dívida que o Ceará tem com a União é pequena, mas temos também contas a pagar com o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e BNDES, então haverá a suspensão desses valores pelos próximos quatro meses, prorrogáveis por até seis meses. Ficamos otimistas com decisões em relação às proposições feitas”, elogiou.

Saúde

Na área da Saúde, Camilo também listou decisões tomadas na reunião. A União comprometeu-se com a transferência mensal de recursos para a Saúde dos Estados e Municípios, não somente financeiros. “O ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) se comprometeu de enviar insumos e equipamentos, além de recursos, cumprindo cronograma de contingenciamento que cada estados estabeleceu”, explicou. “Em minha fala, fiz proposta de padronizar os decretos estaduais, para não afetar nenhuma atividade e serviços essenciais”, afirmou.

O governador falou da necessidade de estabelecer políticas públicas voltadas às famílias mais pobres, concentradas, em sua maioria, no Norte e Nordeste. Camilo afirmou que o ministro Onyx Lorenzoni (Cidadania) irá conversar com representantes estaduais sobre a questão do amparo social, além de ter garantido que não haverá cortes no Bolsa Família. “O diálogo é fundamental nesse momento, somente juntos poderemos ajudar o Brasil a superar tudo isso”, avaliou.

Ações locais

Por fim, o governador afirmou que já está funcionando o novo hospital gerido pelo governo, Hospital Leonardo da Vinci, com 230 novos leitos. “Hoje foram transferidos os primeiros 11 pacientes com coronavírus para o hospital”, afirmou. Camilo destacou ainda a medida, anteriormente anunciado, de isenção em taxas de água e esgoto para as famílias mais humildes. “Estou conversando com representantes da Enel para fazer algo nesse sentido, focado nos mais humildes”, adiantou.

Deixe uma resposta