Jornal O Estado de S. Paulo registra a declaração do senador Alvaro Dias (Podemos/PR). Foto: Roque de Sá/Agência Senado.

O senador Alvaro Dias, líder do Podemos, encontrou o senador cearense do seu mesmo partido, Eduardo Girão, registra o jornal O Estado de S. Paulo em sua edição de hoje (03), e o advertiu sobre a necessidade de tirar de si o “carimbo” de bolsonarista, o que não interessa à agremiação. Girão tem dito sempre que é independente, embora boa parte das suas ações esteja em consonância com  a prática política do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a informação do jornal paulista, o líder do “Podemos no Senado, Alvaro Dias (PR) se encontrou recentemente nos corredores da Casa com o colega de partido Eduardo Girão (CE) e fez um alerta: “Você precisa tirar esse carimbo de governista que lhe deram”. Embora seja de uma sigla que faz oposição ao presidente Jair Bolsonaro, Girão é visto pelos pares como integrante da “tropa de choque” governista na CPI da Covid no Senado”.

Até por conta de pretensões futuras na política cearense, o senador Girão tem mesmo que estar mais próximo de Bolsonaro, pois adversário e aliado a políticos inimigos dos governantes do Ceará, não lhe resta outro abrigo senão o de Bolsonaro, para quem fez campanha no segundo turno da eleição de 2018, após ter sido eleito filiado ao PROS no palanque do PSDB, seu aliado no primeiro turno da disputa no Ceará.

O senador Tasso Jereissati, principal liderança do PSDB local, condicionou a aliança com o PROS, na