Direção nacional do PT investirá na candidatura de Luizianne à Prefeitura de Fortaleza - Blog Edison Silva

Direção nacional do PT investirá na candidatura de Luizianne à Prefeitura de Fortaleza

Hoje deputada Federal, Luizianne foi prefeita por dois mandatos. Foto: Agência Câmara.

O PT nacional aposta na candidatura da deputada federal Luizianne Lins, em 2020, à Prefeitura de Fortaleza, confirmando observação que fizemos neste espaço, há alguns dias, colocando-a como uma das três únicas postulações competitivas à sucessão do prefeito Roberto Cláudio. As outras duas são a do deputado federal Capitão Wagner, e a indicada pelo esquema do prefeito, ainda sem definição, embora Roberto Cláudio esteja fazendo com o seu secretário de Governo, Samuel Dias, o que o hoje senador Cid Gomes fez com ele, antes de oficializar o seu nome como candidato a prefeito. Samuel fica de passageiro no carro dirigido por Roberto.

O Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) da direção nacional do PT, segundo registra em sua edição desta sexta-feira (21), o jornal O Estado de S. Paulo, “avaliou que o partido tem grandes chances de vitória em Rio Branco (AC), com o ex-senador Jorge Viana; Manaus (AM), com o deputado José Ricardo Wendling; Fortaleza (CE), com a deputada e ex-prefeita Luizianne Lins (o destaque é nosso); e Recife (PE), com a deputada Marília Arraes”. Luizianne não foi bem sucedida na disputa municipal anterior, em 2016. Ela amargou uma terceira colocação, com 193.687 votos, menos da metade da votação do segundo colocado, o Capitão Wagner.

A realidade política agora é outra. A sucessão municipal em Fortaleza, pela interferência direta de Ciro Gomes, a favor do candidato a ser apresentado pelo prefeito Roberto Cláudio, chama a atenção do cenário nacional. Ciro é o adversário de todos os demais prováveis postulantes à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, tanto por sua postura na disputa presidencial do ano passado, quanto pelo seu contundente discurso contra atores do PT, PSDB, MDB, PSL, e tantos outros com pretensões de ascensão aos Palácios do Planalto e da Alvorada. Todos, por essa razão, trabalharão, isolados ou conjuntamente, para derrotar o seu aliado.

O PT, por óbvias razões, é o primeiro dos adversários de Ciro. Com uma significativa pobreza de quadros para competições a cargos executivos, Luizianne Lins é, no momento, o melhor nome petista para a empreitada, ainda mais pelo fato de ser destemida e, atualmente, figurar como a mais ferrenha adversária do esquema governista, em que se inclui o seu correligionário governador Camilo Santana. Para a campanha dela, diferentemente do que aconteceu nas três outras eleições em que disputou a Prefeitura de Fortaleza, o PT lhe garantirá toda a estrutura necessária com o objetivo de manter vivo, na Capital, um espaço capaz de bem receber, no Ceará, o seu próximo candidato a presidente da República, assim como dificultar a eleição do candidato governista

O prefeito Roberto Cláudio, com suficiente capacidade de entender o ambiente político da sua sucessão, sabe o que enfrentará em 2020. Com sua perspicácia avança na estruturação da base política necessária à consolidação do candidato por ele ungido. O seu partido, o PDT, também está consciente da necessidade de emprestar todo apoio ao nome que for escolhido para a disputa em Fortaleza, mesmo reconhecendo a necessidade de também cuidar de candidatos a prefeito em outras capitais, imprescindíveis à sustentação do nome de Ciro. Para mais do que qualquer outro partido, o PDT tem a dimensão da importância da eleição na Capital cearense para a sucessão presidencial de 2020.

Reprodução de matéria do jornal O Estado de S.Paulo.

A posição do governador Camilo Santana, na sucessão municipal de Fortaleza, com uma candidatura de Luizianne Lins, vei merecer um comentário específico, posteriormente.

Acompanhe comentário do jornalista Edison Silva.

Deixe uma resposta