Osmar Baquit afirmou que o governador quer que o resultado das ações façam justiça aos investimentos feitos na área. Foto: ALCE

Em resposta às críticas feitas pela oposição na área da Segurança Pública, os deputados da base governista do governador Elmano de Freitas na Assembleia Legislativa enumeraram uma série de ações da gestão na tentativa de enfrentar a criminalidade no Estado. Dentre os pontos, mais uma vez, destacados por eles está o fato de que a violência é um problema nacional, que tem afetado todos os estados.

O deputado Osmar Baquit (PDT), por exemplo, destacou que o Ceará é o Estado que mais investiu, proporcionalmente, na área da Segurança Pública e que o governador Elmano está cobrando tão somente que os números da Segurança façam justiça aos investimentos feitos. Para ele, o chefe do Executivo Estadual não tem medido esforços para reduzir a sensação de insegurança entre os cearenses.

“Concurso para policiais, promoção da categoria, armamento, investimento em tecnologia e inteligência, como o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), troca de secretário. Infelizmente, as drogas e as armas continuam chegando ao nosso Estado pela sua proximidade com a Europa e os Estados Unidos. Então, é preciso reconhecer que há uma falha grave em nível nacional”, destacou.

Para ele, o problema está na falta de oportunidade, de perspectiva do cidadão. “A mídia todo dia dizendo que garotos precisam do celular mais caro, do tênis da moda, e a família não tem condição. Qual a saída para ele? Todos sabemos que as pessoas não querem grandes obras. Elas querem escola com qualidade e funcionando nos dois turnos, posto de saúde funcionando, areninha, cursos profissionalizantes, primeiro emprego que gere renda. É aí que transformamos essa realidade”, avaliou.

Emília Pessoa (PSDB) corroborou com o pedetista e disse que violência não se combate com mais violência, mas com oportunidade. “Garantir educação, esporte, lazer, cultura, geração de emprego e renda, inserir esses jovens no mercado de trabalho”.

Comitê

De Assis Diniz (PT) destacou que o Partido dos Trabalhadores tem combatido a violência no Estado, o que tem sido um ponto central das gestões petistas, em sua avaliação. “Só há uma maneira para colocar bandido no seu lugar. E bandido sempre foi tratado e continuará sendo como criminoso”, sinalizou.

Já o líder do Governo, Romeu Aldigueri (PDT), destacou a assinatura do decreto que cria o Comitê Estratégico de Segurança Integrada do Estado do Ceará (Coesi), que conforme lembrou vai coordenar as ações de segurança pública no Estado. “Desta vez de maneira sistêmica, com corresponsabilidade, envolvendo representantes dos três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário -, além de comandantes dos órgãos da Segurança e Justiça do Ceará”.