Foto: Ascom/TJCE.

Buscando ampliar a infraestrutura das Centrais de Atendimento Judicial (CAJ) nas comarcas do Interior, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) irá contemplar 14 novas unidades. Somadas as implementações que já estão em funcionamento, serão, ao todo, 29 CAJs até o meio o ano.

A iniciativa está inserida no plano de expansão do serviço, que visa a promoção da humanização no acesso dos cidadãos ao Poder Judiciário estadual. Na atual Gestão do TJCE, já foram instaladas 12 CAJs no Interior do Estado, contemplando as comarcas de Brejo Santo, Santa Quitéria, Massapê, Mombaça, Itapajé, Acaraú, Sobral, Lavras da Mangabeira, Viçosa do Ceará, Camocim, Senador Pompeu e Itapipoca, além de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, que já estavam em funcionamento.

As novas unidades ampliam o segundo núcleo de atendimento, com sede em Iguatu, que terá CAJ em Várzea Alegre e Cedro, somando às já existentes em Mombaça e Senador Pompeu; e criam a estrutura do quarto núcleo, sediado em Caucaia, com a previsão de entrega das onze CAJs no próximo mês. Também será contemplada a comarca de Quixadá, que terá a Central instalada nesta terça-feira (14), pelo presidente do TJCE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, que conduzirá solenidade de reinauguração do Fórum.

Segundo o diretor estadual de atendimento, Nelson Nogueira, a expectativa é entregar mais oito unidades no segundo semestre, totalizando 34 nesta Gestão. “As Centrais são reconhecidas por seus atendimentos humanizados e protocolos inclusivos. Atualmente, nossa prioridade é expandir esse serviço para o Interior do Estado, garantindo acesso igualitário à Justiça. As expansões que estão sendo realizadas fortalecem ainda mais a proximidade com os cidadãos e a eficiência do sistema judicial. É gratificante observar que, à medida que avançamos com essas implantações, a receptividade e os resultados positivos não param de crescer”, disse.

Orientações

Por meio da CAJ, os cidadãos têm acesso a informações relacionadas aos processos da Justiça Estadual e Juizados Especiais Cíveis e Criminais, bem como recebem orientações sobre a emissão de senhas processuais, de certidões, de custas judiciais, sobre o procedimento necessário para autorização de viagem, entre outros. Os atendimentos estão disponíveis tanto presencialmente com, no mínimo, dois colaboradores, quanto por telefone, Balcão Virtual e via WhatsApp.

Com informações do TJCE.