Foi publicada em edição do DOU desta quinta-feira, 1º, a exoneração de Flávio Dino como ministro da Justiça e a nomeação dele como ministro do STF. No documento, o presidente Lula indica que o novo membro da Suprema Corte deve assumir a cadeira dia 22 de fevereiro de 2024, na vaga decorrente da aposentadoria da ministra Rosa Weber.

Em publicação na rede social X (Twitter), Flávio Dino diz que continuará “a ser um dedicado servidor público, com muita honra”.

Veja a publicação no DOU:

Decreto de nomeação do novo ministro do STF, Flávio Dino. Foto: Reprodução Migalhas.

 

 

Decreto de nomeação do novo ministro do STF, Flávio Dino. Foto: Reprodução Migalhas.

 

Quem é Flávio Dino?

Flávio Dino tem 55 anos e é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (Turma de 1990). Natural de São Luís/MA, nasceu em 30 de abril de 1968, filho dos advogados Rita Maria e Sálvio Dino.

Aos 18 anos, em 1986, foi aprovado para o curso de Direito na UFMA onde exerceu o cargo de coordenador do Diretório Central dos Estudantes. Em 1989, foi um dos coordenadores da ala juvenil da campanha de Lula à presidência do Brasil.

Formou-se bacharel em Direito em 1991 pela UFMA. Em 2001, graduou-se mestre em Direito Constitucional pela Faculdade de Direito do Recife da Universidade Federal de Pernambuco.

No ano de 1994, foi aprovado em primeiro lugar em concurso para o cargo de juiz Federal, função que exerceu no Maranhão por 12 anos. De 2000 a 2002, presidiu a Ajufe. Posteriormente foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça.

Em 2006, aos 38 anos, pediu exoneração do cargo de juiz Federal para ingressar na vida política, filiando-se ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Foi deputado Federal pelo Maranhão, exercendo seu mandato de 2007 a 2011.

É o atual ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil e senador pelo Estado do Maranhão, do qual foi governador entre 2015 e 2022. É também professor de Direito Constitucional da Universidade Federal do Maranhão.

 

Fonte: Migalhas.