O bolsonarista Alcides Fernandes foi o autor da matéria derrotada. Foto: ALCE

Em sessão ordinária tumultuada, os deputados da Assembleia Legislativa rejeitaram requerimento de moção de repúdio contra as falas do presidente Lula sobre Israel. Na votação desta quinta-feira, 20 deputados se posicionaram contrários à medida e somente cinco foram favoráveis.

Um dia antes, os vereadores de Fortaleza aprovaram medida semelhante, com 12 votos favoráveis e 11 contrários.

Durante embate na Assembleia Legislativa, houve ataques de ordem pessoal entre os parlamentares. Alcides Fernandes (PL), autor da matéria, chegou a dizer que o deputado Renato Roseno (PSOL) defendia bandidos. O parlamentar socialista pediu direito de resposta e repilou as falas do colega bolsonarista. Ele também explanou, historicamente, a situação do conflito entre a Palestina e Israel e cobrou da Mesa Diretora que tome uma atitude diante alguns posicionamentos agressivos reincidentes na Casa Legislativa.

Ainda de acordo com ele, sabendo da derrota de seu requerimento, a Assembleia Legislativa “tem um dono”, se referindo ao fato da base governista estar alinhada com o Governo do Estado. “Largo e espaçoso é o caminho da mentira e muitos querem entrar por ele. Quais os deputados que votaram aprovando as falas do Lula, você vai decorar a cara de cada um deles”, disse.

O deputado Missias Dias (PT) disse ficar assustado com algumas falas e pensamentos na Casa Legislativa. “Esse é o pensamento da direita brasileira. Foram trazidas palavras a favor de que o Estado de Israel pode assassinar crianças, mulheres e homens. É o mesmo pensamento daqueles que quiseram cometer golpe no Brasil”, disse. Guilherme Sampaio (PT) expressou solidariedade a Roseno “pelos ataques morais que sofreu”.

Diferente do que aconteceu na Câmara de Fortaleza, os pedetistas governistas votaram e ajudaram a rejeitar a proposta. O líder do Governo, Romeu Aldigueri, inclusive, votou contra, diferente do líder do Governo Sarto, Iraguassu Filho, que estava presente à sessão do Legislativo da Capital cearense e preferiu não votar

Votos Favoráveis – Dra Silvana (PL), Alcides Fernandes (PL), Sargento Reginauro (UB), Felipe Mota (UB), Carmelo Neto (PL)

Votos Contrários – Juliana Lucena (PT), Guilherme Sampaio (PT), Emília Pessoa (PSDB), Gabriella Aguiar (PSD), Agenor Neto (MDB), Larissa Gaspar (PT), Antônio Granja (PDT), Jô Farias (PT), Simão Pedro (PSD), Audic Mota (MDB), Bruno Pedrosa (PDT), De Assis Diniz (PT), Guilherme Bismarck (PDT), Jeová Mota (PDT), Júlio César Filho (PT), Lia Gomes (PDT), Missias Dias (PT), Nizo Costa (PT), Renato Roseno (PSOL), Romeu Aldigueri (PDT)