Sessão foi realizada após deputados reclamarem de ter projetos parados na Casa. Foto: Reprodução.

Em mutirão para zerar a pauta de matérias dos parlamentares, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa do Ceará reuniu-se virtualmente, na tarde desta segunda-feira (03), para analisar diversos Projetos de Lei e de Indicação.

Dois projetos muito defendidos pelos autores acabaram rejeitados. Os projetos 03/2021 e 65/2021, respectivamente de autoria de André Fernandes (REP) e Dra. Silvana (PL), com teor muito semelhante, acabaram tendo voto contrário aprovada e não avançaram. Ambos defendiam a inclusão da Educação como atividade essencial no Estado, ainda que em períodos de emergência, calamidade, pandemia ou epidemia.

Já o pro