Evangélico, presidente da Câmara de Fortaleza critica as notícias falsas e reafirma compromisso com a fé cristã - Blog Edison Silva

Evangélico, presidente da Câmara de Fortaleza critica as notícias falsas e reafirma compromisso com a fé cristã

O prefeito eleito Sarto ao lado de Antônio Henrique. Foto: Divulgação.

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Antônio Henrique (PDT), que é presbítero da Igreja Presbiteriana Renovada, em pronunciamento no Plenário Fausto Arruda, afirmou que também foi vítima de notícias falsas envolvendo sua religião. Após criticar as ações que teriam partido de políticos adversários, o parlamentar destacou que defenderá a fé cristã, “enquanto puder”, nas discussões legislativas da Casa.

Apesar de ser evangélico, Antônio Henrique nunca utilizou sua religião como bandeira política. Mas diante dos ataques que sofreu, resolveu se posicionar em defesa da sua fé. “Nunca fui de fazer campanha política dentro das igrejas, mas irei defender a minha fé e a sua fé aqui nesta Casa até onde eu puder”, asseverou.

O parlamentar afirmou ainda que, mesmo sendo membro do PDT e aliado de Sarto e Roberto Cláudio, não deixará passar qualquer matéria que, segundo ele, seja contrária aos princípios cristãos. “Independente de sigla partidária, do que falem, eu quero que saibam que aqui nesta Casa nunca irá passar nenhuma matéria que seja contrária aos nossos princípios cristãos. O vereador Antônio Henrique não nega a fé. Continuarei firme nos caminhos do Senhor”, completou.

De acordo com Henrique, durante a campanha ele recebeu muitas críticas infundadas de alguns fiéis de sua igreja por conteúdos falsos que estavam sendo distribuídos em alguns templos religiosos. “Eu fui muito criticado por algumas pessoas. Alguns chegavam para mim pedindo respostas, outros criticavam nas redes sociais e não tinham coragem de chegar para perguntar a respeito do que foi noticiado”, contou.

Segundo ele, a própria liderança religiosa de sua igreja o abordou, pois muitos de seus liderados estavam pedindo orientação sobre o que estavam falando sobre os vereadores da Câmara Municipal, inclusive ele, mas em especial sobre o então candidato a prefeito, Sarto. “Eles estavam colocando que a candidatura do Sarto era de uma pessoa contra os cristãos, que iria trabalhar contra a família, que tinha uma vida pregressa que não condizia com a de um homem que deveria conduzir nossa cidade”, afirmou.

Uma das analogias feitas pelas notícias falsas era a de que o pleito deste ano se tratava de uma batalha de Davi contra Golias, em alusão à história bíblica. Antônio Henrique também criticou a “espiritualização” das eleições deste ano.

Deixe uma resposta