Na reta final da campanha, candidatos criticam pesquisa eleitoral em Fortaleza - Blog Edison Silva

Na reta final da campanha, candidatos criticam pesquisa eleitoral em Fortaleza

Heitor Férrer e Luizianne reclamam da última amostragem divulgada. Foto: Divulgação.

Mais uma pesquisa do Datafolha foi apresentada, na noite de quarta-feira (11), mostrando Sarto (PDT), Capitão Wagner (PROS) e Luizianne Lins entre os três candidatos mais bem avaliados na disputa em Fortaleza. As amostragens, que devem continuar sendo publicadas até o próximo sábado (14), não têm agradado a alguns postulantes na Capital cearense.

O candidato Heitor Férrer (SD), inclusive, destinou todo o tempo de seu programa eleitoral nesta quinta-feira (12) para criticar as pesquisas eleitorais. O parlamentar voltou a lembrar episódio de 2012, quando apareceu com 14% nas amostragens feitas poucos dias antes da votação e acabou ficando na terceira colocação daquela eleição, com 21% dos votos.

“Em várias cidades do País a Justiça proibiu a divulgação de pesquisas eleitorais por irregularidades. Isso é uma forma de corrupção. A pesquisa tange o voto para o resultado que ela escolhe, e utiliza da engenharia dos números para enganar os eleitores”, acusou Férrer.

Nas últimas pesquisas eleitorais divulgadas em Fortaleza, Férrer chega no máximo a 6% das intenções de voto. O postulante espera obter até 10% dos sufrágios do eleitorado fortalezense. “Quando você muda de candidato por conta do que as pessoas dizem, você se transforma em massa de manobra para satisfazer uma escolha que não foi sua. Não caia no conto do voto útil”, disse.

Outra que reclamou da pesquisa foi a candidata Luizianne Lins. Em áudio compartilhado para seus correligionários, a petista chamou a pesquisa de “esquisita” por, segunda ela, estar “inflando” candidaturas. “Não vamos nos preocupar com pesquisa. Certamente há uma campanha contra nós para desanimar as pessoas. Essa pesquisa Datafolha tá muito esquisita. Na semana passada, inflaram o Sarto e baixaram a bola do Wagner e nos baixaram ainda mais, uma campanha que só cresce”. 

Os dois outros candidatos que ficaram nas primeiras posições, Wagner e Sarto, destacaram, em seus respectivos espaços e nas redes sociais, os percentuais de intenções de voto para eles registrados. De acordo com os levantamentos feitos pelo Instituto Datafolha para Fortaleza, Luizianne caiu de 24% das intenções de votos para 19%, depois para 18%, e agora aparece em 15%. Capitão Wagner começou com 33% e agora está em 30%. Já o candidato governista, Sarto, saiu de 15% e se encontra em 27%.

Deixe uma resposta