Governador Camilo Santana diz que vai trabalhar para eleger Sarto prefeito de Fortaleza - Blog Edison Silva

Governador Camilo Santana diz que vai trabalhar para eleger Sarto prefeito de Fortaleza

Camilo Santana (PT) durante a entrevista coletiva afirmou que Capitão Wagner é o candidato do presidente Bolsonaro. Foto: Ascom.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), em entrevista coletiva nesta segunda-feira (16) nos jardins da residência oficial, anunciou sua adesão à campanha para eleger Sarto (PDT) prefeito de Fortaleza na votação do dia 29 de novembro. O petista ficou legalmente impedido de fazer isso no primeiro turno (15 de novembro) porque tinha uma correligionária, Luizianne Lins (PT), na disputa. Como a escolha agora vai ser entre Sarto (PDT) e Capitão Wagner (PROS), o governador resolveu tornar pública sua tomada de posição.

Depois da entrevista coletiva, Camilo Santana escreveu nas redes sociais:

“Participei de coletiva de imprensa há pouco para falar do meu posicionamento no 2º turno da eleição de Fortaleza. Na disputa há dois projetos muito diferentes: o projeto representado por Sarto, que apoio, e que buscará avançar nas conquistas dos últimos anos, em parceira com o Governo do Estado. E a candidatura do Capitão Wagner, apoiado por Bolsonaro, e que representa o que há de pior na política: o ódio, a mentira, o desrespeito e a intolerância. Reforço o que já venho alertando: Capitão Wagner foi um dos responsáveis diretos pelos dois motins que provocaram pânico aos cearenses, inclusive, com todas as lideranças do último motim estando ao seu lado nesta campanha. Ele sempre usou a política da violência para tentar atingir seus objetivos. Por isso, peço a união dos meus irmãos e irmãs de Fortaleza no apoio a Sarto, pelo bem da nossa capital. Também peço aos demais candidatos que disputaram o 1º turno, que sigam juntos nessa corrente com Sarto. O projeto de uma Fortaleza melhor deve estar acima de projetos pessoais ou partidários. Fortaleza merece seguir avançando. E Sarto é o caminho.”

Deixe uma resposta