Presidente do PT em Fortaleza acredita que sigla pode eleger até quatro vereadores - Blog Edison Silva

Presidente do PT em Fortaleza acredita que sigla pode eleger até quatro vereadores

Vereador Guilherme Sampaio disse que vinda de Lula tem limitação de saúde. Foto: Reprodução/Facebook.

O presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Fortaleza, o vereador Guilherme Sampaio, acredita que, diferente do que aconteceu em 2016, a sigla deve dobrar o número de parlamentares eleitos naquele ano. Segundo informou, a principal liderança petista no País, o ex-presidente Lula, não deve participar de atividades presenciais da candidatura do partido na Capital cearense.

Na avaliação do dirigente, o fato político que o grupo está levando em consideração é a consolidação de Luizianne Lins no segundo lugar em todas as pesquisas eleitorais feitas até aqui. De acordo com o petista, por ser uma eleição curta, o pleito deste ano credencia a candidatura da deputada federal para o segundo turno. “Isso tem animado muito a militância”.

De acordo com ele, geralmente quando vai às ruas, Luizianne Lins tem recepção calorosa da população. Por conta disso, o partido realizou reunião para definir como seriam as incursões da postulante, visando preservar a saúde não só da candidata, mas também dos eleitores.

“Isso requer que ela grave muito para as redes sociais e participe de atividades em áreas simbólicas da cidade. Mas garantindo medidas de saúde neste momento de pandemia”.

Em 2016 o Partido dos Trabalhadores elegeu apenas dois vereadores para a atual Legislatura (Guilherme Sampaio e Acrísio Sena). Para o pleito deste ano o partido pretende dobrar este número. No entanto, pode esbarrar na pulverização de candidaturas majoritárias e proporcionais, o que pode impedir que a legenda consiga este intento.

“A receptividade neste ano é completamente diferente de 2016, quando foi orquestrada uma campanha para desgastar a imagem do PT. A acolhida aos candidatos, à estrela do PT, à candidata do PT é extremamente favorável. Nosso desejo é ampliar a bancada, mas é óbvio que as circunstâncias são específicas, há pulverização de candidatos e chapas e haverá fragmentação das bancadas”, disse Guilherme.

Principal liderança do PT no Brasil, o ex-presidente Lula não deve participar fisicamente da campanha eleitoral em Fortaleza, conforme disse Guilherme Sampaio. No entanto, o petista deve comparecer em programas e redes sociais, o que ainda não aconteceu.

“A participação presencial do Lula encontra um limite de saúde, porque ele está dentro da faixa considerada de risco. Não sei se será possível contar com a participação física dele”, disse o petista.

Deixe uma resposta