PDT de Fortaleza volta a se reunir e confirma ao menos 50 pré-candidatos a vereador - Blog Edison Silva

PDT de Fortaleza volta a se reunir e confirma ao menos 50 pré-candidatos a vereador

O encontro deste sábado (27) foi comandado pelos vereadores Antônio Henrique e Iraguassú Filho. O prefeito Roberto Cláudio participou rapidamente. Foto: Reprodução/ZOOM.

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Fortaleza voltou a se reunir, na manhã deste sábado (27),  com pré-candidatos a vereador, para discutir as diretrizes da legenda visando o pleito eleitoral deste ano para a Câmara Municipal. Atualmente, a legenda possui 50 postulantes as 43 vagas da Casa, dentre eles, 16  parlamentares que tentarão reeleição e alguns quadros oriundos da Prefeitura.

A reunião teve início por volta das 9h30 e durou até o início da tarde. O prefeito Roberto Cláudio, presidente do partido na Capital, fez uma breve apresentação de boas vindas aos pré-candidatos e defendeu que seus correligionários mantivessem o foco com vistas a uma campanha propositiva. Presidente do partido no Ceará, deputado federal André Figueiredo também participou do encontro.

A condução da reunião, através de videoconferência, foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Antônio Henrique, e pelo líder do PDT na Casa Legislativa, Iraguassú Filho. De acordo com alguns vereadores ouvidos pelo Blog do Edison Silva, surpreendeu a quantidade de pré-candidatas interessadas em disputar o pleito.

Pelo menos 19 mulheres participaram do encontro, que contou com a maioria dos 50 pré-candidatos. Algumas das postulantes são pedagogas, advogadas e ex-funcionárias da Prefeitura de Fortaleza, que foram exoneradas para disputar o pleito. Atualmente, a bancada do PDT na Câmara não possui parlamentar do sexo feminino.

Fora os 16 vereadores e os pré-candidatos oriundos da gestão, a maioria no encontro não se conhecia, visto que são lideranças novas. Iraguassú Filho destacou que o objetivo do partido em Fortaleza é ir para a disputa com chapa cheia, ou seja, 65 candidaturas.

Para isso, a legenda vai aguardar o fim do prazo para desincompatibilização dos servidores públicos que queiram participar das eleições deste ano. De acordo com a Legislação Eleitoral vigente, a data-limite são três meses antes do pleito, ainda marcado para acontecer no dia 4 de outubro.

Os servidores já foram orientados a deixar seus cargos no início do mês de julho, e caso haja alteração da data das eleições pelo Congresso Nacional, eles podem se manter em seus cargos por mais um mês, visto que a nova data proposta é 15 de novembro para o primeiro turno.

O vereador Elpídio Nogueira, por exemplo, que é servidor da Secretaria Municipal de Saúde, já se prepara para retornar às suas atividades profissionais. Caso não prospere a mudança na data do pleito, ele solicitará exoneração, mais uma vez, já que deixou a Prefeitura como secretário em abril passado.

PDT

Iraguassú Filho também é servidor. No Tribunal de Justiça. Ele informou que já preparou seu requerimento para desincompatibilização. Além desses, outros vereadores que são servidores públicos: Raimundo Filho e Paulo Martins.

Os presentes à reunião destacaram que o momento está favorável para os postulantes do PDT, uma vez que avaliam que a gestão do prefeito Roberto Cláudio tem sido positiva, com o cumprimento de promessas de campanhas e instituição de outros projetos, como as Areninhas.

Aprovação

O PDT está buscando convencer os demais filiados, pretensos candidatos, a permanecerem na disputa eleitoral, ainda que a sigla possua ao menos 20 candidaturas robustas na disputa, o que afugentaria novas lideranças. Todos os pré-candidatos foram ouvidos na reunião deste sábado, mostrando o que faziam e que bairro atuavam.

Coube aos vereadores destacarem a importância do mandato, a aprovação popular da Câmara Municipal, visto a atuação dos seus 43 membros. Um parlamentar chegou a dizer que a Casa não atua “puxando a corda” do Governo ou “fazendo cabo de força”.

Outros destacaram que não existe candidato eleito, apesar de alguns nomes fortes na chapa. “Nem o presidente Antônio Henrique está reeleito”, brincou outro.

Próximos passos

De acordo com  Iraguassú Filho, o partido pretende realizar um seminário com palestras envolvendo as principais lideranças pedetistas no Ceará e no Brasil para orientar os pretensos candidatos. Segundo ele, o PDT continua com o objetivo de eleger de 11 a 13 vereadores no pleito deste ano, podendo obter mais de 300 mil votos.

“Os 15 vereadores eleitos é o nosso sonho e não está longe de acontecer”, disse ele apostando no chamado voto de legenda, uma vez que o partido terá candidatura própria à Prefeitura.

O prefeito Roberto Cláudio, na condição de dirigente partidário, deve participar cada vez mais do processo pré-eleições, a partir do próximo mês. Por enquanto, a dedicação dele, como gestor público, está concentrada no combate aos efeitos do coronavírus.

E+

Candidatos à reeleição: Antônio Henrique, Adail Júnior, Dr. Porto, Dr. Eron, Dr. Elpídio, Raimundo Filho, Carlos Mesquita, Didi Mangueira, Evaldo Costa, Iraguassú Filho, Gardel Rolim, John Monteiro, Mairton Félix, Renan Colares, Ziêr Férrer, Paulo Martins.

Candidatos oriundos da Prefeitura: Júlio Brizi, Lúcio Bruno, Mosiah Torgan, Roberto Rios.

Oriundo do Governo do Estado: Marcel Girão.

Deixe uma resposta