Praça da Paz Celestial onde o pior inimigo é invisível - Blog Edison Silva

Praça da Paz Celestial onde o pior inimigo é invisível

A Praça da Paz Celestial, em Beijing, na China, também conhecida por Praça Tiananmen é uma grande praça no centro da capital da República Popular da China. É a terceira maior praça pública do mundo, sendo superada apenas pela Praça Merdeka, localizada em Jacarta, na Indonésia, e pela Praça dos Girassóis, localizada em Palmas, no Brasil.

A praça foi ampliada em 1949, tem ao norte a Cidade Proibida, no centro contém o Monumento das Pessoas Heróis, de 38 metros, com inspiração do presidente Mao Zedong, onde está escrito os heróis do povo são imortais. A leste e oeste foram construídos importantes edifícios de estilo soviético. A avenida, usada para desfiles do governo da China. Tendo a praça também o Mausoléu de Mao Zedong.

 Para os chineses a praça é conhecida como o coração simbólico do país e para os estrangeiros é conhecida como o local dos protestos dos estudantes em 1989. Vigiada por centenas de câmaras e sempre cuidada por funcionários da limpeza do Estado, é atração turística para centenas de milhares de visitantes de todos os lugares do mundo, a praça enfrenta uma ameaça mais perigosa que estudantes descontentes com o regime: a ameaça é invisível e ultrapassou os limites da imensa praça e as fronteiras rigorosas do país: o vírus da moda e que aos poucos se espalha pelos continentes, atravessando mares e montanhas.

A alegria dos jovens coreanos do Sul que escolheram Beijing para o ensaio fotográfico do noivado e para ilustrarem selfies dos turistas visitantes deixaram a Praça da Paz Celestial com ares de local onde uma batalha mortal está em curso como bem demonstra o vazio ocupado pelo medo do inimigo microscópico.

Texto e fotos: A.Capibaribe Neto

Especial para o Blog do Edison Silva

Deixe uma resposta