Mais quatro vereadores devem se filiar ao PDT que passará a ter 15 integrantes na Câmara de Fortaleza - Blog Edison Silva

Mais quatro vereadores devem se filiar ao PDT que passará a ter 15 integrantes na Câmara de Fortaleza

Presidente do PDT de Fortaleza, Roberto Cláudio, deve dialogar com todos os aliados. Foto: Miguel Martins.

O Partido Democrático Trabalhista, o PDT, maior força partidária na Câmara Municipal de Fortaleza, se prepara para ficar ainda mais robusto nos próximos dias. A agremiação tende a atrair para seus quadros mais quatro vereadores, totalizando 15 representantes no legislativo fortalezense.

Atualmente, além do presidente e do vice-presidente da Mesa Diretora, respectivamente, Antônio Henrique e Adail Júnior, a agremiação também comanda o principal colegiado da Casa, a Comissão de Constituição e Justiça, sob a presidência de Didi Mangueira. O líder do Governo, Ésio Feitosa, eleito pelo PPL, ano passado se filiou à sigla pedetista.

Nas últimas conversas que o prefeito Roberto Cláudio teve com seus liderados na Casa Legislativa, conseguiu convencer Paulo Martins, do PRTB, Carlos Mesquita, do PROS, e Evaldo Costa, então no Republicanos. Eron Moreira, que era do Progressistas (PP), se já filiou ao PDT.

O vereador Márcio Cruz, do PSD, segue relutante e não pretende deixar a sigla. No entanto, o parlamentar já garantiu o ingresso da esposa, Ana Paula Cruz, no PDT. Informações dão conta de que o parlamentar não deve tentar reeleição, e que Ana Paula deve ser apoiada por ele no pleito deste ano.

Atualmente, o PDT possui 11 vereadores atuando na Câmara Municipal de Fortaleza. Em abril, com o retorno de Elpídio Nogueira (atualmente secretário dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social no Governo de Roberto Cláudio), o suplente Carlos Dutra, também PDT, deixa os quadros da Casa. Com os outros quatro filiados, o partido seguirá com 15 nomes no legislativo da Capital cearense.

Votos

A sigla pedetista tem como meta atrair todos aqueles vereadores que obtiveram, no mínimo, 8 mil votos no pleito de 2016. Carlos Mesquita disputou as eleições daquele ano pelo PROS e obteve 8.042, não sendo eleito.

Ele se beneficiou com a morte do vereador Luciram Girão, em 2019, quando assumiu a vaga. Já Paulo Martins, pelo PRTB, conseguiu 8.004 votos, sendo o último parlamentar eleito com mais de 8 mil votos.

Representantes

Com essas aquisições, o Republicanos deixará de existir na Câmara Municipal de Fortaleza. Já o PROS volta a ter apenas três parlamentares, uma vez que Sargento Reginauro, até então sem partido, se filiou à legenda recentemente. O PRTB também deixará de ter representantes na Casa. Além de Paulo Martins, Raimundo Filho, Priscila Costa e Dr. Porto também deixarão a agremiação.

Estão filiados ao PDT de Fortaleza os seguintes vereadores: Antônio Henrique, Adail Júnior, Didi Mangueira, Eron Moreira, Ésio  Feitosa, Gardel Rolim, Iraguassú Filho, John Monteiro, Mairton Félix, Renan Colares, Ziêr Férrer e o suplente Carlos Dutra que está no exercício do mandato. Devem ingressar no partido Carlos Mesquita, Evaldo Costa e Paulo Martins, totalizando 15 representantes.

 

E+

Se fortalece:

PDT

Perdem representantes:

Republicanos, PROS, PRTB.

Deixe uma resposta