Deputado cearense pede convocação de formandos de cursos da área da Saúde para ajudar no combate ao coronavírus - Blog Edison Silva

Deputado cearense pede convocação de formandos de cursos da área da Saúde para ajudar no combate ao coronavírus

Parlamentar quer mais mão-de-obra nas ações anti-pandemia. Foto: Agência Câmara de Notícias.

Para tentar resolver a questão da falta de pessoal especializado para o combate ao coronavírus, o deputado federal Heitor Freire (PSL-CE), elaborou um projeto de Lei e outro de Indicação ao Poder Executivo solicitando mais mão-de-obra para atuar em atendimentos de serviços de Saúde voltados a conter a pandemia do coronavírus.

As propostas sugerem aos ministérios da Educação e da Saúde, e aos reitores de universidades, a antecipação das formaturas e a autorização da convocação de estudantes que cursam o último ano de faculdades da área da Saúde para atuar nas demandas relacionadas ao coronavírus, sob supervisão profissional.

“Pelo menos 15 mil universitários do curso de Medicina do país já estão aptos para entrar no mercado de trabalho, faltando a eles somente a colação de grau, que foi adiada em função da pandemia do coronavírus. É um absurdo ter essa mão-de-obra pronta, parada, por causa de um detalhe que, no momento, não faz diferença. Essa última etapa de conclusão de curso pode ser realizada em oportunidade futura, quando haverá muitos motivos para comemorar, porém, agora, tenho certeza que esses universitários fazem mais questão de compor a linha de frente na luta contra essa doença que parou o mundo”, justifica o parlamentar.

Para Heitor, é preciso ampliar a oferta do serviço nas redes pública e privada. “Precisamos colocar esses jovens médicos no mercado, o quanto antes a mão-de-obra estiver disponível mais pessoas serão salvas. O país não pode mais ficar parado, à espera do fim da circulação do coronavírus em território nacional. Todos queremos retomar nossa rotina de trabalho, de produção. Vamos salvar vidas e voltar ao desenvolvimento do Brasil”, afirmou Heitor Freire.

Deixe uma resposta