Secretário de Fortaleza invade plenário da Câmara Municipal e ameaça vereador. Prefeito já o exonerou do cargo - Blog Edison Silva

Secretário de Fortaleza invade plenário da Câmara Municipal e ameaça vereador. Prefeito já o exonerou do cargo

 

Vereadores pediram exoneração do secretário após o ocorrido. Foto: Divulgação.

Uma cena, no mínimo, inusitada aconteceu na manhã desta terça-feira (04), durante a primeira sessão ordinária na Câmara Municipal de Fortaleza. Após pronunciamento do vereador Márcio Cruz (PSD) denunciando envolvimento do secretário de Segurança Cidadã de Fortaleza, Antonio Azevedo Vieira Filho, com o crime organizado internacional, o chefe da pasta adentrou no Plenário Fausto Arruda e fez ameaças contra o parlamentar. Vereadores pediram que prefeito Roberto Cláudio exonerasse o gestor.

No final da tarde, logo depois das 16 horas, o secretário de Comunicação da Prefeitura de Fortaleza, jornalista Moacir Maia, distribuiu a seguinte nota: “A Prefeitura Municipal de Fortaleza informa que, a partir desta data (04.02.2020), a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã passa a ter como titular em exercício o coronel PM José Maria Barbosa Soares, em substituição ao ex-secretário Antonio Azevedo Vieira Filho que pediu exoneração do cargo que ocupava desde janeiro de 2017”.

Surpresa

A cena tomou a todos de surpresa, visto que um representante do primeiro escalão do Governo Municipal estava ameaçando um representante do Legislativo em seu ambiente de trabalho. De acordo com os vereadores presentes, a confusão só não foi maior porque no momento em que Azevedo invadiu o plenário, Márcio Cruz não estava mais no local.

O secretário, inclusive, empurrou o vereador Plácido Filho (PSDB), que fazia uso da tribuna no momento da invasão, e tentou ligar o microfone pedindo direito de resposta. De acordo com alguns vereadores, ele, inclusive, ameaçou Cruz de morte.

Secretário deixa o plenário após ameaças feitas ao vereador. Foto: Divulgação.

O presidente do Poder Legislativo, o vereador Antônio Henrique (PDT), após toda a repercussão negativa, inclusive, com cobrança por parte de seus pares, resolveu se posicionar criticando a atitude do gestor. O pedetista disse na tribuna que entrou em contato com o prefeito Roberto Cláudio que se comprometeu em dar uma resposta sobre o caso.

“Nosso posicionamento foi ligar para o prefeito e colocá-lo ciente sobre o que aconteceu. Temos respeito a todos os secretários, e ao Azevedo, que é uma pessoa amiga. Mas ele descumpriu com os trabalhos que essa Casa executa. Temos um regimento, temos uma Lei Orgânica. Infelizmente, o secretário descumpriu com aquilo que rege nossa Casa e os poderes constituídos”, apontou Antônio Henrique.

O parlamentar afirmou também que  se coloca à disposição de todos os seus pares e não vai deixar que qualquer cidadão ocupe a tribuna da Casa de forma desrespeitosa, como ocorreu na manhã desta terça-feira (04). “Posso dizer que essa não é a conduta do prefeito para com seus secretários, e isso jamais poderia ter acontecido. Estamos aqui para responder à altura do que aconteceu. Vamos tomar as devidas providências”, disse.

Já o vereador Márcio Cruz resolveu realizar procedimento na delegacia e na Polícia Federal, visto que o secretário de Segurança Cidadã é agente da PF.

Criminosos

Em seu pronunciamento, na manhã desta terça-feira (04), Márcio Cruz apresentou um vídeo com imagens de alguns criminosos envolvidos em crimes internacionais. Ele mostrou documento que teria sido recolhido junto à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) atestando que Azevedo advogava para o grupo. O parlamentar afirmou, ainda, que iria solicitar o afastamento do gestor.

Depois do pronunciamento de Cruz, Azevedo invadiu o plenário, retirou o vereador Plácido Filho que estava na tribuna, e ameaçou Márcio Cruz. Em uma de suas frases, o gestor afirmou que iria “quebrar a cara” do parlamentar. Também falou que iria entrar na Justiça contra o pronunciamento do vereador.

Alguns vereadores cobraram uma postura firme tanto da Prefeitura quanto da Câmara Municipal. De acordo com o vereador Márcio Martins (PROS), a atitude do secretário feriu todo o Parlamento e o direito constitucional do povo de Fortaleza. “Não entro no mérito se o que foi apresentado procede ou não, se é ou não criminoso. Mas vocês já imaginaram se vira moda invadir o plenário? O que foi ferido aqui hoje foi a democracia, a integridade física de um vereador”, apontou.

Descontrole

Sargento Reginauro (sem partido) também partiu em defesa do colega. Segundo ele, o ato foi “extremamente preocupante” e poderia ter tido desfecho trágico caso Márcio Cruz estivesse presente no Plenário Fausto Arruda. “Iríamos ver o secretário do Município indo às vias de fato com o vereador, como prometeu fazê-lo aqui ou poderia ter coisa pior. Ele demonstrou um completo descontrole emocional. É impossível manter nos quadros do Poder Executivo uma pessoa com um comportamento desse”, disse.

Veja no vídeo o momento em que o secretário invade o plenário da Câmara de Fortaleza:

 

Um comentário sobre “Secretário de Fortaleza invade plenário da Câmara Municipal e ameaça vereador. Prefeito já o exonerou do cargo

Deixe uma resposta