Roberto Cláudio orienta "cautela" para pedetistas e aguarda composição de aliados até abril - Blog Edison Silva

Roberto Cláudio orienta “cautela” para pedetistas e aguarda composição de aliados até abril

Roberto Cláudio quer que pedetistas aguardem composição das chapas de aliados. Foto: Miguel Martins.

O prefeito Roberto Cláudio, presidente do PDT de Fortaleza, defende “cautela” dos filiados da sigla que estão angustiados com a proximidade das eleições municipais deste ano. De acordo com ele, é preciso aguardar como se darão as composições dos partidos aliados, para em um segundo momento, traçar as metas de seu partido, que deve ser a sigla que contará com o nome para disputa à Prefeitura em outubro próximo.

“Como temos uma bancada grande de vereadores e vários candidatos novos, o PDT acaba se tornando um partido atraente. Muitos vereadores estiveram comigo e manifestaram interesse em vir para cá. Mas eu digo que é preciso esperar o prazo de abril para ter clareza de como ficarão as chapas dos aliados”, disse Roberto Cláudio em entrevista ao Blog do Edison Silva.

O dirigente já conversou com lideranças de mais de dez legendas, desde o início do ano, que estão montando chapas para as disputas proporcionais. Nesses diálogos, nomes de vereadores, suplentes e novos nomes são colocados como eventuais candidatos ao pleito deste ano para a Câmara Municipal de Fortaleza. “A gente tem conversado para ver a alternativa para os vereadores de mandato. Quanto mais a gente puder segurar, melhor”, defendeu.

Nos diálogos com lideranças partidárias, Roberto Cláudio tem ouvido que parlamentares com mandato estão preocupados com o processo eleitoral. De acordo com o prefeito, a ansiedade que em eleições passadas ocorria às vésperas das convenções dos partidos políticos, agora ocorrerá em abril, momento de fechamento de chapa e da chamada “janela partidária”.

“Até lá é uma maratona de conversas e composições que só se encerrarão no prazo. Então, tem que ter paciência e calma, conversando, mostrando as possibilidades. E é isso que tenho feito”, disse o prefeito.

Enquanto Roberto Cláudio dialoga com os dirigentes partidários aliados, na Câmara Municipal o presidente da Casa, o vereador Antônio Henrique (PDT), tenta convencer colegas da base governista sobre a melhor alternativa para a disputa deste ano. O pedetista tem atuado como uma espécie de ligação entre o prefeito e os demais parlamentares do legislativo municipal.

Abril

Roberto Cláudio afirmou, ainda, que o nome a ser apresentado para a disputa deve surgir de discussão com a cidade, e não pode ser “tirado do nosso bolso”. “Temos que discutir com a cidade, conversar com todo mundo. Mas tem que ser uma coisa natural. Discutir com o governador Camilo, com Cid e Ciro. Essa é a dinâmica que estamos pensando, não para discutir nomes, mas para discutir projetos”.

Desde dezembro do ano passado Roberto Cláudio vem adiando os encontros do PDT em Fortaleza para discutir temas relacionados à cidade. Ele aponta, agora, abril como data inicial para esses debates, segundo disse, com as comunidades sobre o presente e o futuro da administração pública.

Camilo Santana

Para o prefeito Roberto Cláudio, a manifestação de apoio do governador Camilo Santana de uma aliança entre PDT e PT é “uma honra”. No entanto, ele destacou que essa é uma questão interna do Partido dos Trabalhadores. “Quanto mais comento, mais vou atrapalhar. É uma decisão do PT. Mas repito: para a gente é um privilégio ter o governador buscando a mais ampla aliança”.

Deixe uma resposta