Educação e defesa do Fundeb foram assuntos recorrentes na primeira semana de trabalhos na Câmara de Fortaleza - Blog Edison Silva

Educação e defesa do Fundeb foram assuntos recorrentes na primeira semana de trabalhos na Câmara de Fortaleza

Durante defesa da Educação, Ésio Feitosa alfinetou apoiadores do presidente Bolsonaro. Foto: CMFor.

Além da realização de assembleia geral por professores da rede pública de ensino de Fortaleza, os vereadores da Câmara Municipal levaram o tema Educação para a tribuna do Plenário Fausto Arruda, na primeira semana de retorno de trabalhos na Casa, após fim do recesso. Parlamentares da base governista e de oposição levaram à tribuna a defesa de manutenção do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, o Fundeb.

Segundo parlamentares, o Fundeb está ameaçado por políticas da gestão do Ministério da Educação, comandado pelo ministro Abrahan Weintraub. O vereador Ésio Feitosa (PDT), por exemplo, destacou que a área precisa ser prestigiada pelo Governo Jair Bolronaro, principalmente, no que tange à sobrevivência do Fundeb.

Ele ressaltou que na pauta da Educação apresentada pelo Governo Federal não está listada a renovação do Fundo como prioridade. “Todos nós sabemos que os municípios precisam de mais recursos para manter sua estrutura na educação e valorização dos professores, e isso implica manutenção do Fundeb”, disse o vereador.

“Proponho, desde já, que esta Casa eleja este debate como prioridade, inclusive, pedindo à bancada de apoio ao presidente Bolsonaro, que se acoste ao Capitão Wagner, e que assuma esse compromisso com o povo em defesa do Fundeb. Essa é uma pauta prioritária para o Brasil, para o Nordeste, para o Ceará e Fortaleza” – (Ésio Feitosa).

A vereadora Larissa Gaspar (PT) destacou que os recursos do Fundeb têm que, obrigatoriamente, serem utilizados na requalificação das escolas e qualificação dos professores. Ela destacou, ainda, o reajuste oferecido pelo Governo Municipal após reivindicações dos professores de Fortaleza, que pressionaram a gestão no Paço Municipal e na Câmara Municipal de Fortaleza.

Para Ronivaldo Maia (PT), o Governo Municipal acertou ao acatar proposta do sindicato. Segundo ele, para manter os resultados que o Ceará tem obtido na educação, é preciso manter o Fundeb em vigência. “Entre as 100 melhores escolas, mais de 70 estão no Ceará, e Fortaleza colabora com esses índices. A luta dos professores já de há muito se constrói, e agora será cumprida a Lei do piso”.

“Viva o Fundeb. Alguns colegas da Câmara que se acostam ao Governo Bolsonaro devem ter lucidez que com esse ministro (da Educação), não dá nem para comentar. O que se sabe é que ele quer acabar com o Fundeb” – (Ronivaldo Maia).

O vereador Evaldo Lima (PCdoB) destacou que a Educação sempre foi valorizada em Fortaleza. Ele salientou ainda que foi protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF), pedido de impeachment do ministro Weintraub “pelo descalabro e descompromisso com as universidades e escolas infantis. Foi protocolado no STF e nós defendemos o impeachment do Abrahan Weintraub”, defendeu.

Deixe uma resposta