Projeção internacional do prefeito Roberto Cláudio fortalece mais ainda sua atuação política - Blog Edison Silva

Projeção internacional do prefeito Roberto Cláudio fortalece mais ainda sua atuação política

Prefeito Roberto Cláudio foi o único prefeito brasileiro convidado para o encontro em Washington. Foto: PMF.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), tem conseguido uma projeção nacional e até internacional como nenhum outro bom gestor de Fortaleza conquistou. A sua mais recente participação no evento de Washington, semana passada, do CityLab: Soluções Urbanas para Desafios Globais, como o único prefeito de cidade brasileira num grupo fechado de 40 administradores municipais de importantes cidades do mundo, assim como o convite para integrar um grupo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), fortalece mais ainda sua atuação política no Estado, e no cenário nacional.

Antes, Roberto Cláudio já havia participado de outros significativos eventos, também internacionais, mas sobretudo nacionais, sempre em razão dos resultados de sua administração, embora suas qualidades morais e intelectuais tenham colaborado para ser chamado a estar nos grandes eventos em que as administrações municipais sérias são reconhecidas. Não há dúvida que essa realidade será um ponto forte a ser destacado na campanha eleitoral do próximo ano, quando será eleito o próximo prefeito da Capital cearense.

O sucessor de Roberto Cláudio, quem quer que seja, terá dificuldade grande de manter a qualidade da administração, e mais, avançar. É verdade que ainda há muito a se fazer para a satisfação das necessidades da população fortalezense, sobretudo a mais carente, usuárias dos serviços como de Saúde, e mesmo de Educação, embora este Governo já tenha avançado muito nos dois campos, assim como na área do transporte público, e em outros de maior abrangência. Isso exige competência, determinação, espírito público e seriedade, como tem demonstrado o atual gestor.

Assim como o primeiro Governo de Tasso Jereissati (1987/1991) foi o norte para as seguidas outras administrações estaduais, sem os defeitos do passado por ele corrigidos, a gestão de Roberto Cláudio será o paradigma da governança na Capital cearense. Isso não significa dizer que não tivemos bons prefeitos antes de Roberto Cláudio. Tivemos sim, para a realidade daquele momento. Os líderes políticos que vão escolher os candidatos a prefeito para a disputa de 2020 precisam ter consciência, e respeito ao eleitorado, para escolherem os melhores dos seus quadros.

O próprio Roberto Cláudio terá uma grande responsabilidade em apontar o nome do seu candidato. Sua administração, e não a aliança política, será a principal avalista do seu preferido. A coligação partidária fiadora do candidato é importante como suporte político, mas as realizações do Governo municipal terão peso maior, sem dúvida. Os demais candidatos, por outro lado, terão que estar bem preparados para a discussão sobre a futura administração, sobretudo apresentando os projetos de avanços na qualidade dos atuais e novos serviços do Município.

Mais do que antes, o fortalezense precisa estar cônscio do dever de escolher bem o próximo prefeito de Fortaleza. Do contrário, por certo, amargará frustrações em seguida, não testemunhando uma administração, ao menos similar a esta, que tem levado o prefeito Roberto Cláudio aos grandes eventos nacionais e internacionais.

Veja o comentário do jornalista Edison Silva sobre o assunto:

Deixe uma resposta