Prefeitura de Fortaleza e Reitoria da UFC assinam convênio para implantação de equipes de saúde - Blog Edison Silva

Prefeitura de Fortaleza e Reitoria da UFC assinam convênio para implantação de equipes de saúde

Prefeitura de Fortaleza e Universidade Federal do Ceará assinam Termo de Acordo de Cooperação Técnica em ato realizado no Paço Municipal. Foto: Ascom/PMF.

A Prefeitura de Fortaleza assinou nesta segunda-feira (14), por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Termo de Acordo de Cooperação Técnica com a Universidade Federal do Ceará – UFC para implantação de quatro equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) que vão passar a atender na Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar (CDFAM) da UFC. O convênio vai garantir atendimento a 12 mil pessoas do bairro Planalto Pici.

“O posto vai ter uma dupla importância. Importância assistencial porque vai atender uma área de grande vulnerabilidade social e dar também mais possibilidade de formação profissional aos alunos da universidade”, ressaltou Roberto Cláudio depois da solenidade.

A população poderá ser atendida por médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêuticos, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de agentes comunitários de saúde e de endemias. Para a secretária da Saúde, Joana Maciel, a ESF fará o complemento do atendimento que já existe. “O CDFAM atende, particularmente, às áreas de fisioterapia e odontologia, e a Estratégia Saúde da Família faz um atendimento com uma equipe bem mais ampliada. E é isso que queremos. Unir os esforços do Município com a academia, atrelar saúde a ensino e pesquisa, o que só vem para melhorar a qualidade no atendimento à nossa população. Colocaremos quatro equipes nossas dentro do CDFAM para melhorar o acesso da comunidade e estamos muito felizes com mais essa parceria”, disse.

Ainda segundo a Secretária, todos os serviços que são oferecidos em qualquer um dos Postos de Saúde serão encontrados lá também. “Desde a imunização, prevenção de câncer ginecológico, às ações de educação em saúde nas áreas de hipertensão e diabetes, toda a população será atendida. Desde o recém-nascido até o idoso, fazendo promoção de saúde e prevenção de doenças em todas as áreas”, ressaltou.

A população terá acesso também a vacinas, exames laboratoriais, medicamentos, teste rápido para detecção de HIV e sífilis, verificação de pressão arterial, medição de glicemia, curativos para pequenos ferimentos, retirada de ponto, drenagens de abscessos, entre outros. O convênio vai proporcionar maior aproximação entre a sociedade e o ambiente acadêmico.

Para o reitor da Universidade Federal do Ceará, Cândido Albuquerque, esta tem sido uma grande inquietação: fazer com que os projetos que acontecem dentro da universidade tenham um impacto positivo na vida das pessoas. “A universidade só se legitima perante a sociedade se as suas pesquisas tiverem impacto social, se elas produzirem solução e qualidade de vida. Voltar à academia para a pesquisa aplicada é fundamental. A universidade brasileira, de uma maneira geral, não tinha essa preocupação e a sociedade, que banca a universidade, precisa ter esse sentimento de pertencimento. É preciso que ela veja a universidade como um patrimônio seu e que vai buscar soluções para os seus problemas.”, explicou o reitor.

Produção de conhecimento

Para o reitor Cândido Albuquerque, a parceria com o município de Fortaleza já é muito boa e será fortalecida, uma vez que se coaduna com a ideia de legitimar a Universidade perante a sociedade. “Esse convênio é mais um dentre muitos que já foram feitos e que serão feitos no sentido de nós transformamos a UFC na principal referência na produção de conhecimento para a solução dos problemas da nossa sociedade”, disse.

Além do reitor, a UFC se fez presente ao ato o vice-reitor, Prof. Glauco Lobo; da pró-reitora de Extensão, Profª Elizabeth De Francesco Daher; do pró-reitor-adjunto de Extensão, Prof. Rogério Teixeira Mâsih; do coordenador da CDFAM, Prof. Bernardo Diniz Coutinho; da ex-coordenadora da CDFAM, Profª Walda Viana Brígido de Moura, que vem acompanhando há anos o projeto de ampliação das ações daquela Coordenadoria; e da diretora da Divisão de Ações da CDFAM, Edgley de Souza.

Com informações do site da UFC e da PMF.

Deixe uma resposta