Camilo destaca a visita que fez ao ex-presidente Lula na prisão em Curitiba - Blog Edison Silva

Camilo destaca a visita que fez ao ex-presidente Lula na prisão em Curitiba

 

Governador Camilo Santana, ao fim da visita, fez essa postagem no Instagram

O governador Camilo Santana foi recebido, no final da tarde desta quinta-feira (25), nas dependências da Polícia Federal em Curitiba, pelo ex-presidente Lula. O governante cearense estava acompanhado no senador baiano, Jaques Wagner. Foi a primeira vez que Camilo esteve com Lula, ao curso de mais de um ano da prisão do ex-presidente, condenado por malversação de dinheiro público. O governador do Ceará ao sair da visita publicou a seguinte nota no Instagram:

“Reencontrei hoje, em Curitiba, o meu amigo Luiz Inácio Lula da Silva, o maior presidente que este país já teve. O presidente que mais olhou para os pobres. Mesmo preso há tanto tempo, diante de um processo injusto, Lula continua com muita lucidez sobre os problemas brasileiros e com a mesma força e brilho nos olhos que sempre o marcaram quando fala do nosso povo. Ao lado do senador Jaques Wagner, também abracei a família de Lula, filhos e netos, que o visitavam. Seu legado ninguém apaga, Lula. E sua luta por um país mais justo continua viva no coração de milhões de brasileiros. #ForçaLula”.

Não há relato das conversas, reservadas, evidentemente. Mas, por conta dos interesses diversos do governador cearense e do senador baiano, elas devem ter ficado restrito ao trivial da política nacional, muito embora os filiados do PT estejam vivendo momentos de discussão sobre o futuro da sigla, tanto em razão das eleições municipais do próximo ano quanto por conta da renovação dos quadros diretivos da agremiação, a partir dos diretórios municipais. Familiares do ex-presidente, também presentes no horário da visita, por certo contribuíram  para evitar temas políticos mais profundos.

Diferentemente da relação do ex-governador e senador Jaques Wagner com os seus correligionários do PT na Bahia, no Ceará o governador Camilo Santana sofre restrições de vários petistas por conta de suas relações políticas com o grupo do senador Cid Gomes, cujo irmão, Ciro Gomes, tem se revelado um dos principais adversários do PT nacional, desde a disputa presidencial do ano passado.

 

Deixe uma resposta