Cinturão das Águas e transposição enfrentam cenário de escassez de verba - Blog Edison Silva

Cinturão das Águas e transposição enfrentam cenário de escassez de verba

Dep. Guilherme Landim /Foto:  Assembleia Legislativa

O deputado estadual Guilherme Landim (PDT) alertou, nesta sexta-feira (24), para a falta de recursos para a conclusão de duas obras importantes para o abastecimento hídrico do Ceará: a transposição de parte das águas do Rio São Francisco e o Cinturão das Águas. Segundo o líder da bancada pedetista na Assembleia Legislativa, a obra Cinturão das Águas, financiado através de convênio entre os governos estadual e federal, está parada devido à falta de repasses.

No caso da transposição, Guilherme afirma que as obra já foram retomadas, mas “ainda existem alguns problemas de repasse”. O pedetista afirmou que até o dia 8 de junho ele e outros deputados estaduais deverão visitar o canteiro das obras com representantes da Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará e conversar com representantes das empresas responsáveis.

Em seguida, a comitiva deverá levar os dados coletados ao Ministério de Desenvolvimento Regional para buscar soluções para os problemas encontrados e retomar o repasse de verbas. Outro problema apontado pelo pedetista é o custo para manter o funcionamento da transposição. “Estima-se que o custo anual será de R$ 600 milhões. E esse custo ninguém sabe quem vai pagar”, alertou.

Mágoas eleitorais

Guilherme afirmou ainda esperar que, a partir desta sexta-feira (24), data da primeira visita oficial do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Nordeste como Chefe do Executivo, a relação do Palácio do Planalto com os estados nordestinos possa mudar. “O que estamos vendo até agora é uma maneira errada de ser tratada a nossa região. Esperamos que agora se eliminem essas bandeiras e essas mágoas eleitorais, que já deviam ter acabado desde o dia seguinte à eleição. Pois precisamos é estar todos unidos em prol do Nordeste”, defendeu o deputado.

Deixe uma resposta