Câmara aprova criação do Museu do Maracatu de Fortaleza - Blog Edison Silva

Câmara aprova criação do Museu do Maracatu de Fortaleza

Foto: Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, nesta quinta-Feira (09), por unanimidade em votação simbólica, o projeto de indicação 441/2018 que prevê a criação do Museu do Maracatu de Fortaleza. Autor do projeto, o vereador Guilherme Sampaio (PT) destacou que o Maracatu é um patrimônio imaterial reconhecido oficialmente pelo Município.

Guilherme destacou a importância do equipamento para que a cultura seja preservada para as gerações futuras como “legítima expressão da nossa alma, da nossa cultura, do jeito de existir, de ser, de lutar, de dançar, de interagir, de socializar”. “É por isso que esperamos a matéria seja objeto de um estudo aprofundado, por parte da Prefeitura de Fortaleza, para que em breve tenhamos em Fortaleza o Museu do Maracatu”, afirmou Guilherme o petista.

“Quero lembrar que a corte do Maracatu é a corte da rainha africana Njinga Mbandi, que enfrentava os traficantes de escravos, os sobas. Então, Maracatu é a expressão da rebeldia e a expressão da resistência”, explicou o vereador Evaldo Lima (PCdoB), que parabenizou Guilherme pelo projeto.

O vereador Sargento Reginauro (Sem Partido) também usou a tribuna para parabenizar Guilherme pela iniciativa e apoiar o pronunciamento do petista, mas alertou para a necessidade de dar mais atenção à cultura. “Quando se pensa em Museu, a gente tem aqui uma dificuldade. Porque realmente é um problema cultural a ser vencido. O Estado do Ceará, o Município de Fortaleza não dá o devido valor à sua história. Não dá o devido valor à preservação dos seus grandes símbolos, e o Maracatu está entre eles”, afirmou.

O projeto, agora, segue para a Prefeitura de Fortaleza com caráter apenas indicativo, sem a necessidade de ser aplicado pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT). O Parlamento é impedido, pela Constituição de gerar gastos ao Poder Executivo, então, iniciativas que gerem despesas são apresentadas como projetos de indicação, sem necessidade de serem acatados.

Mais espaço para a cultura afrobrasileira

Além do projeto do Museu do Maracatu, outra iniciativa teve destaque na tribuna da Casa. O vereador Ronivaldo Maia (PT) usou o espaço para convidar os colegas parlamentares e a população de Fortaleza para comparecerem, no próximo sábado (9), a partir das 9 horas, à inauguração do Espaço Cultural Moa do Katendê, espaço destinado à cultura afrobrasileira.

O nome do espaço cultural faz homenagem ao mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, mais conhecido como Moa do Katendê, assassinado em outubro de 2018, aos 63 anos, em Salvador.”Mestre Moa, para quem não lembra, por conta da intolerância que este País vive e viveu na última eleição, foi barbaramente morto na Bahia. E aqui, na nossa cidade, agora ele será lembrado”, afirmou Ronivaldo.

Mestre Moa do katendê era compositor, dançarino, percussionista e educador, além de referência na luta contra o racismo e símbolo da cultura afrobrasileira.

Programação da inauguração

9 horas – Diálogos da capoeira e do coco (Mestre Ricardo Cangaceiro)

10 horas – Prática de Dança: Perspectiva Corpo-Espaço para Intervenções Contemporâneas (Professora Dayana Ferreira)

14 horas – Percussão do candomblé Ketu ( Ogã Bruno)

15h30min – Danças Guineenses ( Emílio Junior e Anilsa Almeida )

17 horas – Torém indígena Tremembé da Barra do Mundaú: canto, música e grafismo (Mateus Tremembé)

Ingresso: R$15 e alimento para doação, para programações da manhã e da tarde.

19 horas – Noite cultural, a partir das 19 horas, aberta ao público

Serviço

Espaço Cultural Moa do Katendê

Inauguração: Sábado, a partir das 9 horas, na Avenida da Universidade, 2068 – Benfica

Informações: (85) 99798 5513

Deixe uma resposta