Reforma da Previdência é tema de reunião entre Bolsonaro e Alcolumbre - Blog Edison Silva

Reforma da Previdência é tema de reunião entre Bolsonaro e Alcolumbre

Davi e Bolsonaro conversam sobre reforma da Previdência. Foto: Marco Corrêa/Presidência da República

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, classificou como “muito bom” o encontro na manhã desta quinta-feira (25) com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com o líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), no Palácio do Planalto. Eles conversaram sobre a conjuntura do país e a aprovação, na terça-feira (23), da constitucionalidade da reforma da Previdência (PEC 6/2019) pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados.

Davi disse que o Senado está com disposição de dar celeridade a essa proposta “tão importante para o Brasil” e de conscientizar os senadores sobre a importância de o Senado, no âmbito da Comissão Especial de Acompanhamento da Reforma da Previdência (instituída na Casa no dia 10 deste mês), ajudar a comissão especial da Câmara na formatação da proposta.

“Falamos da disposição do Senado em dar celeridade a essa matéria tão importante para o Brasil. [Fui] externar ao Presidente da República, como presidente do Senado, esse sentimento dos senadores: de que os senadores estão dispostos a ajudar o país, têm consciência do tamanho do desafio e deixar um pouco do sentimento do Senado que está engajado e envolvido na aprovação dessa reforma que é a mãe das reformas”, ressaltou.

Reciprocidade

O presidente do Senado disse ainda que, a pedido de colégio de líderes, vai reunir de 10 a 30 proposições votadas pelo Senado, que agora estão na Câmara, e pedir que o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), inclua na pauta de prioridades dos deputados.

“Se você fizer uma comparação, muitos projetos que o Senado vota e são encaminhados para a Câmara não são pautados, não são criadas [as respectivas] Comissões Especiais e as coisas não acontecem .

Os senadores estão cobrando, com legitimidade, o princípio da reciprocidade”, disse, acrescentando que alguns senadores já fizeram sugestões de matérias e que, ao final, vai analisar uma a uma e conversar com o presidente da Câmara.

Com informações da Agência Senado e da Agência Brasil.

Deixe uma resposta