Voto aberto nas decisões da Assembleia, menos para cassação de mandatos - Blog Edison Silva

Voto aberto nas decisões da Assembleia, menos para cassação de mandatos

Para Roseno, voto aberto é instrumento da transparência. Foto: Assembleia Legislativa.

O deputado Renato Roseno (PSOL) iniciou um movimento, no primeiro dia de sessão ordinária da Assembleia, em busca de apoio para a apresentação de um projeto de Resolução instituindo o voto aberto para todas as decisões do Legislativo estadual cearense. O parlamentar, além de conversas reservadas com alguns dos seus colegas, levou a questão para a tribuna da Assembleia, apresentando como razões para sua proposição a sessão preparatória do Senado Federal, no fim de semana passado, para a eleição da Mesa Diretora daquela Casa do Congresso Nacional, um dos momentos mais degradantes da política nacional.

A questão do voto secreto foi o pivô de toda briga no Senado, embora o Regimento Interno da Casa determine que a votação da eleição da sua direção seja pelo sistema secreto. A maioria dos senadores decidiu, na sexta-feira passada que o voto seria aberto. Uma decisão liminar do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, na madrugada de sábado determinou que o voto fosse secreto. Alguns senadores se rebelaram  e a sessão foi uma confusão geral.

Para Roseno todas as decisões do Parlamento devem ser abertas. O povo tem o direito de saber como votam os seus representantes. Outros deputados acham que não. O voto secreto, no entender do deputado Audic Mota,  preserva o Poder Legislativo. Vários deputados, porém, entendem que o assunto merece ser discutido, embora em legislaturas anteriores, o mesmo assunto tenha sido motivo de discussões na Assembleia Legislativa.

 

Deixe uma resposta