Secretaria da Infraestrutura do Estado gastou menos da metade do seu Orçamento - Blog Edison Silva

Secretaria da Infraestrutura do Estado gastou menos da metade do seu Orçamento

O Governo do Estado do Ceará publicou, na última sexta-feira, primeiro de fevereiro, cumprindo dispositivo constitucional, o relatório das receitas e despesas do último ano, com destaque para os gastos do sexto bimestre, correspondentes aos meses de novembro e dezembro. A arrecadação do Estado em 2018 foi de R$ 28.370.206.056,28.

O total das despesas foi R$ 25.371.404.546,39, registrando um saldo de R$ 2.998.801.509,89, Sendo as cinco maiores despesas registradas nas funções: Encargos Sociais, pouco mais de R$ 5 bilhões, Previdência Social = R$ 3,4 bilhões, Saúde = R$ 3,2 bilhões, Educação = R$ 3 bilhões e Segurança = R$ 2,4 bilhões.

Em cinco funções da administração estadual, o relatório registra gastos inferiores a R$ 50 milhões, em cada uma delas no curso do exercício de 2018: Habitação, Energia , Desporto e Lazer, Organização Agrária e Comunicações. Os gastos com pessoal não estão especificados, pois está dentro de cada uma das funções orçamentárias.

Algumas das secretarias estaduais não executaram todo o orçamento previsto para o ano passado. A da Infraestrutura com uma dotação de R$ 1.012.832.608,93, só executou no decorrer de 2018, R$ 544.855.122,91, isto é, pouco menos da metade da previsão. O DER (Departamento de Estradas e Rodagens) foi outro que gastou bem menos, pois tinha uma dotação de R$ 982.767.471,00 e terminou o ano sem gastar R$ 397.039.793,67.

O governador Camilo Santana está mandando para a Assembleia Legislativa a prestação de contas da sua gestão referente ao ano de 2018. Toda a documentação correspondente a receita e despesas recebida pelo presidente da Assembleia, deputado José Sarto, é encaminhada ao Tribunal de Contas do Estado  para a emissão de um parecer técnico que orientará os deputados no julgamento das contas governamentais.

Deixe uma resposta