Abuso de poder político e econômico ameaça mandato de deputado federal - Blog Edison Silva

Abuso de poder político e econômico ameaça mandato de deputado federal

O deputado federal Pedro Bezerra (PTB) pode até concluir o mandato, que assumirá no dia primeiro de fevereiro, em Brasília, mas a expectativa, pelo volume de provas coletadas, segundo se conclui da entrevista concedida esta manhã, em Juazeiro, por agentes responsáveis pela busca e apreensão em próprios da Prefeitura de Juazeiro do Norte, inclusive nas duas mais importantes secretarias municipais, em termos de prestação de serviços e em volume de recursos, de onde teriam saído parte dos recursos, não contabilizados, gastos na campanha de Pedro Bezerra. Aliás, nessas secretarias estão concentrados o maior número de servidores do Município.

Pedro Bezerra não é o único parlamentar eleito, filho ou parente muito próximo de prefeito no Interior cearense, a ter recebido valiosa ajuda de Prefeitura. As autoridades do Eleitoral e do Controle externo das administrações municipais já haviam sido advertidas, inclusive pelos meios de comunicação, para o envolvimento de gestores municipais nas campanhas de seus familiares e de outros candidatos, sobre os que pleiteavam reeleição para as casas legislativas, responsáveis por liberações de recursos de emendas parlamentares, cujo resultado final era a compra de votos.

A última eleição, apesar das limitações de financiamentos para as campanhas, foi, sem dúvida, uma das mais caras. Em várias oportunidades, na Assembleia Legislativa, alguns deputados denunciaram, da tribuna daquela Casa, a compra e venda de votos no Interior. Um grupo de deputados chegou a ser ouvido, na procuradoria regional eleitoral cearense, sobre as denúncias que fizeram. Eles falaram genericamente sobre as negociações, mas confirmaram os pronunciamentos registrados pela imprensa. Coincidentemente, o deputado Manuel Santana, também ex-prefeito de Juazeiro do Norte, era o mais incisivo nas denúncias.

Por fazer política no Cariri, especialmente em Juazeiro do Norte,  sabe-se agora, com o avanço da investigação oficial, que Santana estava apontando também para esse caso do deputado Pedro Bezerra, o mais afrontoso, diziam concorrentes de Pedro, que somou, em Juazeiro, 38.098 votos, mais que o dobro do segundo colocado no Município, no caso Normando Sóracles Gonçalves Damasceno, com 18.287 sufrágios.

Foto: Blogdoedisonsilva.

Deixe uma resposta